Uma campanha contra o preconceito tem tomado conta das discussões em todos os tipos de ambientes. Nela um discriminador é chamado de animal e impedido de adentrar um recinto que acredito ser um restaurante.

É comum nós seres humanos, termos conceitos preconcebidos sobre determinados assuntos. Isso na verdade faz parte do nosso inconsciente, que absorve as informações que são vomitadas pra nós desde que nascemos. Para não deixar que esses preconceitos venham a ofender, denegrir a imagem do próximo e ou, até mesmo nos atrapalhar/atrasar como seres humanos, foi-nos dado algo chamado de razão. O nosso inconsciente está lá o tempo inteiro mandando-nos mensagens subliminares sobre todos os assuntos, mas quando essas mensagens chegam ao nosso consciente, cabe unicamente a nós próprios o dom de corrigir, de se esforçar para mudar determinados conceitos preconcebidos. Eis a grande diferença entre nós, os humanos e os animais.

Uma das grandes chagas da sociedade ainda é a discriminação. Ela, muitas vezes (isso para não generalizar) parte de preconceitos que não são corrigidos dentro das pessoas. Se “Deus” nos deu esse dom de racionalizar, de mudar a nossa maneira de ver o mundo, de sermos humanos, de deixar esse lixo que foi implantado em nós desde o nosso nascimento por pessoas outrora mais ignorantes, o dom de entender que todas as pessoas são iguais, independente de credo religioso, partido político e opção sexual, e nós não o fazemos, então tornamo-nos como os animais, seres irracionais, que agem apenas com o subconsciente, tendo serias complicações na massa pensante. Assista o vídeo, reflita e repasse essa matéria.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: