Foto Divulgação | Erick Reis

O que poderíamos esperar de um show em homenagem ao amigo/irmão do Dabliu Junior, junto com o lançamento de algumas canções e para completar ainda teve a participação do mais novo nome do cenário curitibano, sem contar que tudo isso foi dentro do teatro mais mágico do Paraná? Pois é meus caros, foi épico!

Quem conhece a história do Dabliu sabe muito bem o que significou esse show para ele. Dessa vez, foi a primeira que ele cantou depois do seu amigo de infância ter falecido. O elo de ligação dois dois era/é tão grande que as duas tatuagens que o cantor tem foram em homenagem a ele, Robb Lima, que ganhou uma singela e profunda página virtual de Dabliu, um blog para falar desse amor, dessa saudade – A Borboleta e o Vagalume.  E por falar nisso, essa foi uma das músicas apresentadas no show.

Foto Divulgação | Erick Reis

Assim como citado, esse show teve uma participação especial, Gui Sales (já falamos dela aqui), a garota da voz doce e marcante teve a sua estréia perante o público de uma maneira singular. Ela, com toda a sua doçura e delicadeza impactou a todos ao fazer a abertura do show. “Ela canta sem esforço algum, canta sorrindo, com essa voz maravilhosa, é impressionante” – relatou Erica Nascimento. Foto divulgação | Erick Reis

E não parou por aí, a garota ainda fez participações no meio do show do Capitão desse submarino, de uma forma brilhante. E por falar nele, Dabliu Junior veio com tudo, mostrando o motivo desse show ter sido divulgado nos principais veículos de comunicação do estado.

Foto divulgação | Erick Reis

Dabliu chamou a protagonista de uma de suas canções para o palco, o nome dela? Alicia, a tão famosa Alícia (afilhada do Dabliu, filha do Robb) finalmente deu o ar da graça para ao público, e ficou ali, sentadinha no meio do palco, admirando o seu padrinho e a bailarina Gabrielle Vasconcelos no fundo a dançar.

DSC_0388

Tivemos ainda um show de percussão com Luís Diogo.Foto divulgação | Erick Reis

Fomos presenteados com o Trompete de Bogdan Skorupa

Foto divulgação | Erick Reis

Podemos sentir o dedilhar de cada acorde puxado pelo guitarrista Eduardo KarasDSC_0284

Pulsava em nosso coração os sentimentos exprimido nas músicas, e o baixo de Emerson Gogola reforçou ainda mais isso.DSC_0303

E é claro, o teclado, a guitarra, o violão e a produção musical impecável de Stéfanus PinkussFoto divulgação | Erick Reis

O cenário veio como que uma luva nesse ambiente mágico, fica aqui os meus parabéns a produtora de arte Angélica Rodrigues.

Foto divulgação | Erick Reis

Houve muita emoção na platéia, muito amor foi emanado direto da alma dos músicos para o público. Tudo que aqui eu vos disse é pouco, pouco se comparado ao que pode ser sentido naquele local. Assim como disse Bianca Sales “foi um turbilhão de sentimentos”. Foi lindo, foi emocionante, foi épico! O Paiol ficou pequeno para tanto amor.

DSC_0331 DSC_0247 DSC_0258

“Por mais que falem da dor, as canções são as coisas tão bonitas.”

Fotos | Erick Reis

1 comentário em “Resenha | Show Dabliu Junior + Gui Sales no Paiol

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: