Homofóbicos abraçando gays

Meus caros, obviamente não tem como saber até onde esse vídeo mostra algo real, ou até onde é tudo encenação. Sabemos que no mundo real a homofobia vem massacrando e humilhando aqueles que sentem atração por pessoas do mesmo sexo. Mas, ao analisa-lo e refletir sobre ele, achei de extrema importância coloca-lo aqui, pois a mensagem que ele passa é linda e real.

Em um experimento chamado First Kiss (click aqui para ver) eram colocados dois desconhecidos para se beijarem. Esse vídeo, viralizou, e logo com a mesma “pegada” o canal do youtube The Gay Women Channel criou um vídeo no qual “homofóbicos” abraçam gays pela primeira vez. Me entendam, eu coloquei a palavra homofóbicos entre aspas, simplesmente por que creio que homofóbicos não aceitariam participar de um experimento assim. Mas a veracidade do vídeo não vem em questão, o que de fato gostaria de mostrar pra vocês é a mensagem por trás dele. Nele as pessoas homofóbicas se aproximam das pessoas gays, e ao se aproximarem, trocam poucas palavras, até ai, é possível ver muito preconceito nos homofóbicos. Chegada a hora tão esperada, eles se abraçam, e logo depois trocam mais poucas palavras, é como se com um abraço as muralhas do preconceito fossem derrubadas, e vemos aqueles que outrora apedrejavam os gays falando “nossa, eu gostei de você”. É claro que eu sei que no mundo real essa mágica não acontece assim, mas o que no vídeo podemos ver como um abraço, na vida podemos ver como a convivência, como o exemplo diário, como boas ações. Eu não acho que movimentos extravagantes e ofensivos possam romper o preconceito, acredito que um dia-a-dia, que um bom exemplo, esse sim é capaz de derrubar todas as barreiras. E que isso aconteça a cada dia mais, que as pessoas hoje ignorantes segadas pelas amarras do preconceito, possam ser libertas e passem a amar ao ser humano, seja ele hétero, gay, negro ou branco.

compartilhar

 

Erick Reis

Veja também – Entre linhas oblíquas e pervertidasDo Começo ao Fim

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: