Gabriel-Garcia-MarquezNota publicada ontem, no perfil do cantor Dabliu Junior, feita por ele mesmo.

Estou chocado. Acabo de ler que esse homem que não me conhece, mas que eu conheço tão bem, partiu hoje deste mundo. Há pouco mais de um mês, eu e o Stéfanos Pinkuss fizemos uma canção em parceria que tem sua grande obra, Cem Anos de Solidão como referência e que vai entrar para o meu segundo disco. Não sei se estou triste pela sua morte, ou feliz por saber que mais um gênio acaba de se tornar imortal.

Esse grande homem recebeu o Prêmio Nobel de Literatura em 1982, e é grande responsável pela maneira que eu aprendi a enxergar a vida e a morte, e o grande poder e beleza existente na solidão. Agora, junto com os grandes Rilke, Dostoiévski, Tolstói e Pessoa, Márquez entra pro hall de gênios da literatura pra mim que não mais vivem, pelo menos fisicamente.

Descanse em paz Gabriel García Márquez, quem deixou nesse mundo uma obra como a sua, não tem por quê se preocupar com a morte. Obrigado por ter existido.

Erick Reis

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: