PALATINIC

Em sua exposição Abraham Palatnik denomina-se o “organizador do caos” com a união da mecânica imutável e a tecnologia. O artista faz com que seus espectadores se deparem peças bem estudas e projetadas com certa complexidade. A “pintura” de Palatnik ressalta para outros estágios da criação, as peças retratadas são confeccionadas com objetos de madeira e arames.

O artista explora a geometria com movimentos continuos e imprevisiveis, as formas se tornam unicas e enriquecem a obra. Como se cada forma geométrica fosse uma célula componente dentro de um corpo, exercendo seu movimento e trabalhando para continuar a dando vida ao corpo.

As peças possuem uma simples forma de construção, porém possuem complexidade em sua interpretação. Uma reinvenção por si só exige o novo, e Palatnik exerceu tal função trazendo a tecnologia atrelada a arte.

Em seus quadros com formas que se movimentam, e imagens alternadas, o artista cria um elo com o design, não deixando nunca de lado as formas geométricas que estão sempre presentes em sua exposição.

Fazendo uma analogia poética em um dos seus quadros os movimentos podem representar as diferentes etapas da vida dos seres humanos, uma hora em alta outra em baixa. As diferentes transformações que a arte sofreu e continua sofrendo, porém sempre constante em seus movimentos.

A obra de capa é uma homenagem do Regra a esse grande artista. – A obra e as fotos abaixo são do Erick Reis.

DSC_0021 DSC_0029 DSC_0040 DSC_0056 DSC_0057

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Felipe Pedroso

Serviço – As obras de Abraham estão em exposição no MON que fica na capital paranaense, até o dia 22/06. O ingresso custa 6,00 e te dá o direito de ver a todas as exposições do museu no dia.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: