Coluna Théatron | Então você já fez Dança ?!

Semana passada na coluna Théatron, falamos sobre o teatro e tudo o que ele traz de bom, essa semana vamos falar de outra maravilha artística a dança a arte de falar com o corpo.

Comecei a dançar faz uns dois ou três anos, e tudo é muito intenso, tem várias aulas sobre vários gêneros de danças, e o mais incrível é as grandes vantagens que ela me trouxe. Se você leu os tópicos de teatro semana passada tentando te convencer a fazer teatro, hoje vou te dar nove tópicos, de motivos pra você fazer dança.

1)      Desenvolve habilidades típicas do ser humano: A Dança tem a capacidade de estimular a chamada “psicomotricidade fina” – ela diz respeito às habilidades peculiares da raça humana, caso de escrever, sonorizar uma palavra, descascar e cortar legumes etc. A Dança serve de instrumento para “afinar” os mais variados movimentos que o indivíduo faz em seu dia a dia, algo de enorme valia por toda a vida – se aprender a dançar durante a infância, perfeito!

 

2)      Alimenta o funcionamento da máquina cerebral: Qualquer tipo de movimento serve para conduzir informações ao sistema nervoso central. Caminhar é uma forma de alimento para o cérebro, andar de bicicleta é outra, assim como dançar. Acontece que a Dança consegue alimentar esse sistema nervoso de um modo ainda mais refinado com a série de movimentos a ela atrelados. Assim, quanto mais cedo uma criança aprende a dançar, mais “inteligente” seu corpo se torna em razão da qualidade desse estímulo – outro tipo de riqueza que se faz notar ao longo de sua trajetória.

 

3)      Ajuda a manter a saúde do corpo: A postura é uma estrutura de base, espécie de musculatura que mantém o indivíduo em posição vertical. Ela exige atenção diária: cuidar da postura é cuidar da manutenção do corpo, ou ainda, da sua saúde. Sem postura não é possível se organizar no espaço – dançar, em suma. Assim, quem dança aprende a movimentar o corpo de acordo com técnicas que precisam ser executadas com a postura adequada – posicionamento que se torna automático, um hábito, em quem toma gosto de dançar desde pequeno.

 

4)      Estimula a coordenação motora e outras aptidões: todos os aquecimentos e alongamentos, e sequencias e coreografias, são grandes estimulantes mentais e corporais, aumentando suas agilidades. Ao explorar novas maneiras de se mover e se expressar, as aulas de Dança possibilitam a pessoa enriquecer o repertório pessoal de movimentos, incorporando noções de ritmo, equilíbrio e fluência – aptidões que podem servir de base para a construção de movimentos mais elaborados, aprimorando o crescimento individual vida afora.

 

5)      Colabora na formação do individuo: todo tipo de experiência é fonte de conhecimento para o individuo. Isso significa que tudo o que você recebe como informação vai de algum modo influenciar o seu desenvolvimento. No caso da Dança, ela contém informações corporais, sociais e emocionais que podem contribuir para o crescimento infantil. Aspectos como a sutileza, a organização, o estímulo à atenção e o poder de observação presentes no ensino da dança influenciam positivamente o desempenho da criança inclusive em outras atividades escolares, facilitando a compreensão de conteúdos mais complexos.

 

6)      Serve como feramente pra se expressar: dança conta historias, mostra alegrias, tristezas, usando somente a musica e o corpo, aumentando sua inteligência corporal.

 

7)      Valoriza a linguagem pessoal: durante a aula de dança, as pessoas vão recolher pedaços de informação e com eles montar um conjunto que faça sentido para ela. Isso significa que ela vai testar movimentos e pouco a pouco descobrir a diversidade enorme de possibilidades própria do uso do corpo. Será essa consciência corporal que vai lhe permitir se expressar de modo inédito – cabe ao professor, nesse momento de grande significado, estimular a construção individual, respeitando o tempo de cada pessoa.

 

8)      Estimula o conhecimento estético: A partir das experiências corporais ativadas pela dança, Aos poucos, ela vai exteriorizar seu entendimento sobre o que é bonito e o que não é. A Dança pode, assim, ser entendida como uma forma de conhecimento poético- e a metodologia de trabalho com a pessoa deve priorizar a capacidade de improvisar. Porque será testando o próprio corpo, entendendo seus limites e seu funcionamento, que ela se sentirá livre para se envolver no processo de criação, revelando uma estética 100% pessoal.

 

9)      Incentiva o controle emocional: durante todas as aulas os professores passam  sequencia e muitas vezes você tem que apresentar a sequencia ao professor e sabemos que ele está te olhando não para julgar, mas sim pra ajudar você a melhorar, e com todos os ensaios vem as apresentações se sabemos que se apresentar para as outras pessoas demanda muita concentração, foco, e segurar o emocional pra que tudo de certo.

 

Bem dei nove motivos pra que você possa olhar para a dança e de forma diferente ver os grandes benefícios que ela pode trazer. Tente fazer dança, pratique-a, não custa nada tentar.

Antonio Costa

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: