Coluna Lira | Toni

Sem comparações, tudo bem, pode parecer com um tom por aí. Mas é único e penetrante aos tímpanos.

A sonoridade suave prevalece, mas Toni tem uma extensão vocal maravilhosa e não decepciona nas músicas mais agitadas. Na música “Amor pra que nasceu”, sua voz é ressaltada somente por estar na companhia de um piano.

Foi difícil escolher apenas uma música dele, ainda não sei qual é minha preferida.

Nesse ritmo de copa, é agradável refletirmos na música “reflexo de nós”, onde Toni canta com sua amiga Maria Gadú.

Seu primeiro disco (até agora) contém 13 faixas, foi lançado em 2013 e contém uma mistura dele mesmo, sem preocupações com gêneros, ele fez o que gosta. Naturalmente.

Toni é como uma janela, com a cortina aberta.

Em uma entrevista para a Rádio MPB FM, Toni diz que o seu maior objetivo é que as pessoas se identifiquem com seu som, que espera causar sentimentos.

Bom, posso dizer que ele conseguiu.

Agora, “Sim, a vida pode ser, pra você não saber
Que há muito mais pra acontecer”.

“Saber de uma alma”

Agnes Daguetti Tumblr

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s