Coluna Lira | Figueiredo

unnamedCesar Nicoladelli de Figueiredo, ou só Figueiredo, mais uma pérola poética. Sabemos pouco dele, mas podemos ouvir e refletir em sua doce e delicada voz, que acompanha suas letras e melodias a cada música, mais bela.

Recomendaram-me ouvir sua voz. Ouvi, amei e já estou escutando repetidas vezes.

Como um drama delicado, cheio de sensibilidade, espero, e acredito que sua trajetória na música seja um mar de possibilidades.

Em consciência obesa, a suavidade do som, o vento sussurrando em nossos ouvidos até chegar à alma. E na Dança da Entrega, se entregue ao som de Figueiredo, as pequeninas firulas de seu timbre ousado e suave. Fiquemos leves. Mas que nada nos leve.

Só o amor que pulsa a cor da paz

Reata o costão e o mar

Resulta em acalmar

O coração, que em ondas palpita até

O leito de um sonho bom

Pureza filtrando o mal

Que já amargou

Mas hoje nem dá sinal

Revela que superou

De todas suas intenções

Quem da vida se entregar, em dobro ela dá

Quem de amor preencher, um mar vai receber

Só a paz degusta desse sabor

Que já é maior que o céu

Vivendo só pra curar (…)

Palavras simples, verdadeiras e o coração, o puro coração da sua entrega,

que vai te mostrar, a vida vai provar, cor viva pra pintar esse mundão.

Agnes Daguetti

Advertisements

Posted by

Jornalista e apresentador de TV. Criador do Regra dos Terços.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s