E você já é você mesmo?

Viver uma vida mecânica, onde o sistema, a população e o núcleo familiar lhe exige muito e lhe retorna pouco ou quase nada. Momentos que só são valorizados se foram brindados com uma boa e velha selfie. Um emprego que lhe é atormentador, mas que lhe garante um bom status e uma poupança inchada. Ser uma pessoa para agradar aos olhos alheios, mesmo que devido a isso lhe seja roubada a paz de se olhar no espelho.

As pessoas vivem dessa maneira, se arrastando pelas ruas, ruindo em si mesmas para serem bem quistas pelo próximo. É como uma casa tombada como Patrimônio Histórico da Humanidade e que por fora a sua fachada se mantém impecável – para agradar as exigências do Estado – enquanto no seu interior, tudo encontra-se em plena putrefação, destruição e ruínas, afinal, ninguém olha lá dentro, muitas vezes, nem mesmo o seu dono.

Você precisa parar de ser raso, parar de viver de fachada e passar a olhar dentro de si. Como está o seu interior? Você está feliz fazendo o que faz? Vivendo como vive? Ou será que a sua vida é só um rascunho mal feito do que os outros gostariam que você fosse?
#Reflita.

Leia também: SAIA DO CONFORTO, CONTE AO MUNDO O QUE VOCÊ PENSA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s