Aos que realmente sabem quem somos

Aos meus, tão meus que me acompanham na saúde, na doença e agora- mais do que nunca- na distância. Aos meus que dividiram cafés e porres, dores e sorrisos, a sorte e o azar. Aos que ligam pra contar que não estão felizes ou que conseguiram algo muito bom nessa vida, porque merecem. Aos que eu converso diariamente, aos que arranjam um tempinho pra gente se encontrar, aos que já não estão mais no meu histórico de conversas e ligações, mas estão guardados pra sempre no meu coração. Aos que moram em Curitiba, Brasília, Goiás e no Tocantins! Aos que moram na França, China, Alemanha e Medelín! Aos que não falam a minha língua mas entendem meus trejeitos, que têm meu afeto, meu calor e meus pensamentos.
Aos meus que nasceram na mesma família, que são primos, são tios, são parentes amados e que fazem o papel de anjos da guarda, que dividiram as broncas, as férias e o DNA. Aos que entendem no olhar de primeira e aos que é preciso explicar só mais um pouco as agruras de dentro do peito. Aos que na madrugada saem de seus ninhos para te socorrer, te reerguer e cuidar. Aos amigos menos íntimos, mas que são uma delícia de encontrar seja no expediente, na roda de samba ou na mesa do bar. Aos mais intensos, que conflitam conosco, que fazem tudo errado, que sempre estão indo na contramão do que você pensa, mas que não dá para viver sem, por nenhum segundo.
Aos da vida inteira que você não lembra de ter vivido alguma coisa sem eles e que te conhecem até no jeito de piscar. Aos que chegaram agora e já são fundamentais. Aos que estão por vir e farão toda a diferença. Vou dar felicidades aos amigos que a gente não sabe o nome, por exemplo o rapaz da padaria que me olha de manhã e sabe que o capuccino é médio e o pão é integral, “na chapa moça, tenha um bom dia!” Ao cobrador, bom rapaz que quando me vê deseja sorri sincero e pergunta se a minha avó está bem. Felicidades ao porteiro do meu prédio, que volta e meia me empresta R$5 porque eu esqueço de sacar dinheiro para o ônibus. Aos vizinhos, que se tornam família da gente e não precisam mais bater na porta. Aos que precisaram de um colo, uma cama, uma oportunidade ou meia xícara de açúcar e souberam que em nós iriam encontrar tudo isso.
Aos que a gente já beijou no meio de uma balada e conseguiu seguir em frente sem que a amizade não desmoronasse. Aos que não entenderam os distanciamento, mas respeitaram mesmo assim. Aos amigos que permaneceram depois de uma relação que não deu certo, mas que tinha um amor tão sincero que não irá se quebrar jamais. Aos que são amigos no campo de batalha e na hora da premiação. Aos que optaram por nossa amizade para não correr o risco de colocar o coração em prova. Aos que se fingem de amigos, mas queriam ser bem mais. Aos que descobriram o valor da amizade ao nosso lado e sabem que isso é a coisa mais bonita do mundo. Aos que já se tornaram parte de nós de maneira tão profunda que virou da família, uma parte do corpo, um órgão vital.
Aos que aceitaram a nossa nudez de alma, que não se importam de ver o seu pior lado, a sua pior ferida, os seus maiores defeitos e permanecem ao nosso lado por escolha. Aos que te ajudam a evoluir, que agregam, que motivam, não te apontam o dedo e sim te estendem a mão. Aos que dariam a vida por você e que você faria o mesmo, sem dúvidas. Aos que já não estão mais aqui, mas do céu nos olham e sorriem da nossa saudade egoísta. Aos manos, minas, bro’s, migas, migos, xuxus, amores… Feliz dia dos que insistem uns nos outros, por amor. Feliz dia dos que verdadeiramente nos tocam e ficarão para sempre em nós. Feliz dia aos que nos lembram diariamente quem somos de verdade.
Aos meus, que na verdade eu pertenço para sempre.
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s