Quem é o seu verdadeiro amor?

De quantas pessoas você precisa em sua vida das 7 bilhões existentes no mundo? Duas? Três? Dez? Vinte? Pergunta difícil, não? Porém, necessária.

Por natureza, o ser humano é um ser sociável. Por conta de seu íntimo, ele não consegue viver sozinho, precisa sempre estar rodeado por outros seres, sejam eles humanos ou não. Há aqueles que preferem a companhia de um animal, mas há também os mais tradicionais; sim, aqueles que buscam o casamento e a criação de filhos. Não há nada de errado em querer isso, é errado apenas querer algo de uma forma extrema e excessiva.

Existem milhares de pessoas ao nosso redor e, muitas vezes, nos dedicamos demais justamente àquelas que são de menos. Chegamos ao ponto de nos humilharmos apenas para fazer com que aquela pessoa note que nós também existimos. A gente não mede esforços para agradar quem nós gostamos, mas o problema está em quando essa pessoa não retribui esse ato de gostar. Elas sabem que dói quando um sentimento não é recíproco, mas mesmo assim continuam manipulando os seus e brincando com os nossos.

Todo mundo já enfrentou situação semelhante ao menos uma vez na vida. Ou eu estou mentindo? Cada uma das 7 bilhões de pessoas do mundo já esperou por uma resposta que nunca chegou. Essas 7 bilhões de pessoas já esperaram por um sorriso sincero de alguém que nunca soube o que era isso. Elas também tiveram mensagens visualizadas e que nunca mais passaram de dois risquinhos azuis no visor do celular. Elas já quiseram amar e serem amadas de volta. Eu também quis, então que mal há nisso?

O mal, na realidade, está na pequena parcela das 7 bilhões de pessoas que se acham boas demais para aceitarem algo tão “de menos”. Para muitas pessoas dessas 7 bilhões, expressar seus sentimentos não é um ato de coragem, mas sim de fraqueza. Para muitos, amar não é legal, mas brincar com o amor dos outros é. É legal ser diferente, ser mesquinho, ser cruel. É gostoso ver o sofrimento nos olhos de quem nada fez além de dedicar o sentimento mais puro que alguém poderia ter. É bonito ser… feio.

Vivemos em um mundo onde nada mais importa além do próprio umbigo dessas 7 bilhões de pessoas. Vivemos em um mundo com disputa de poder e escassez de bom senso e educação. Um mundo onde se faz guerra em busca de paz. Mundo que se dá tanto e nada se traz.

Para onde se vai todos os sorrisos não dados por medo de serem rejeitados? Eu gostaria de saber também para onde se vai todos os sonhos deixados de lado de uma pessoa que nada mais fez do que dedicar dias e noites da sua vida a alguém que sequer soube reconhecer. Para onde vão as lágrimas que escorrem devido a amores que não passaram de tentativas? Em que canto se esconde a verdadeira razão do existir?

Das 7 bilhões de pessoas, a qual você se doa mais? Para quem você deseja o seu primeiro bom dia? Quem é que está ali, ao seu lado, quando você mais precisa? Quem te conhece tão bem a ponto de trocar a felicidade constante pela sua tristeza momentânea?

Pense bem, quem dessas 7 bilhões de pessoas faria de tudo para te ajudar a alcançar o seu objetivo pessoal? Qual pessoa conhece os seus gostos, jeitos e trejeitos? Quem nunca te deixou na mão? Melhor: quem sempre te apoiou?

No fundo, você sabe quem é essa pessoa. Você sabe quem não dá a mínima se você gosta de pop, rock ou sertanejo. Essa pessoa não se importa com qual música você canta no chuveiro ou com qual sabor de pizza cabuloso você vai querer experimentar dessa vez. Ela não se importa, também, se você vai fazer maratona de Friends ou se resolveu assistir A Culpa é das Estrelas pela décima vez. Ela simplesmente aceita e te acompanha.

E se você ainda não entendeu o que eu quero dizer, tudo bem. É que são poucas pessoas mesmo que se lembram que das 7 bilhões de pessoas uma só é essencial em suas vidas: elas mesmas.


Nota da autora: uma das inspirações para esse texto foi esse trecho abaixo de One Tree Hill.

Advertisements

One comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s