20%

20% de mim é para você. Os outros oitenta andam por aí, distribuídos no trabalho, na minha vida conturbada que você sabe como eu levo muitas vezes ao extremo. 20% de mim fica com você, no vão dos teus dedos, na sua saliva e na sua pele, toda vez que eu vou embora e te deixo solto no mundo. Os outros oitenta virou história que nem sempre é contada por inteiro e o povo sai comprando. 20% de mim coloca a sua blusa que ficou comigo quando eu não tô feliz ou tô doente. A peça de roupa já perdeu teu cheiro, mas pra mim é quase um abraço, me acalenta nessas horas de solidão e ansiedades. Agora, por exemplo, ela me aquece.

20% de mim te beija na testa todas as noites, sem que você saiba. Faz preces pela sua saúde, se orgulha dos teus discursos, das suas teses e adora ouvir suas reflexões. Os outros oitenta até dão chance dos outros tentarem chegar ao seu nível e ri do fracasso de todos. 20% de mim sente falta de te ter mais vezes pra ver um filme latino, se recusa tomar vinhos bons com outras companhias. Os outros oitenta sai por aí nos bares, manda mensagem pra você na madrugada e fica vagando sozinha enquanto você deve estar absorto na vida, ou pior, em outras vidas. 20% de mim morre de ciúmes da remota possibilidade dos teus olhos se fixarem por mais de um minuto em outros olhos que não sejam os meus. Têm pesadelos sobre o assunto, expõem a insegurança no mais simples sinal de ameaça. Os outros oitenta deixa claro que eu posso ter quem eu quiser, a hora que eu quiser, mas espera que você não deixe isso acontecer. Não tão cedo, pelo menos. 20% de mim lembra de você em cada música bonita que eu ouço, divide contigo opiniões secretas, segredos absurdos, versões nuas de mim. Os outros oitenta não interessam, não têm nada a ver conosco e eu vou aperfeiçoando pra te mostrar depois, daqui uns 12 anos, quem sabe? 20% de mim pede pra você me dar mais tempo na sua agenda, pede pra deitar no seu peito, dividir um cobertor. Os outros oitenta entende que a gente não nasceu pra viver a vida lado a lado, mas gosta de dividir um final de semana, um carinho dos bons.

Assim, vou dividindo os dias, as atitudes, as linhas de restrição. Até que parte você pode ficar ou que eu possa avançar, tudo bem delineado, não dá pra se perder. Vou me diluindo quando vejo as porcentagens mudando. 20% tá bom, não tá? Foi até você quem colocou essa porcentagem em outros contextos, mas cê me conhece, eu viro tudo em história longa, em porcentagens maiores. Os outros oitenta eu sinceramente ando lidando bem, não fazem falta quando somos nós e meia luz, sua pele, minha boca. Esses 20% a gente continua dividindo, me dá um pouquinho de você? Deixa eu provar de novo o gosto da sua insanidade, dos teus ‘não-filtros’? Vou seguindo, usando tuas peças avulsas e esquecidas, guardando em mim seus detalhes, seus abraços honestos, seu beijo na minha mão. Eu vou abrindo um sorriso toda vez que você aponta ao longe e eu respiro em paz, alegre porque a espera acabou.

20% de mim é você. Os outros oitenta, te querem.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s