Inúmeros silêncios

inumeros-silencios
“(…) há silêncios que realmente falam mais do que qualquer tipo de palavra.”

Me olha nos olhos e diz exatamente o que você quer dizer; o que você precisa dizer. Eu te conheço muito bem, sei que você não é tão bom com as palavras assim, ao menos as que são faladas. Porque nas escritas, bom, sei que você vai bem além se você se permitir. Aliás, essa era a palavra que queria chegar: permitir. Já parou para pensar no quanto a gente deixa de fazer por simplesmente não nos permitir? Então, por que você também não se permite em dizer? Vai, bota tudo pra fora, deixa esse monstro se libertar aí de dentro. Você já o escondeu por tempo demais, deixa que o mundo tome conta dele agora. Por favor.

Eu entendo que você não consegue. Agora. Não consegue agora. Mas eu queria tanto que você acreditasse em você mesmo, assim como eu acredito. Eu sempre acreditei, sabe? Achei que não precisava nem dizer uma coisa dessas nessa altura do campeonato. Eu sei, eu falo muito melhor do que você, é só ter uma brecha que já to contando da minha vida pra quem estiver passando pela rua. Mas será que você não faria nem um pouquinho de esforço pra tentar ser assim também? É claro que não quero que você seja igual a mim, até porque ninguém é igual a ninguém. Mas seria interessante se você tentasse, sabe? Comece treinando em frente ao espelho, olhe pra você, se encare. Fale. Vai ser difícil no início, mas ninguém disse que seria fácil certo? Na verdade, nem é pra ser. A vida tem mais gostinho de vida quando a batalha não é pequena.

Respira fundo, olha aqui, finge que eu sou o seu travesseiro. Aposto que com ele você fala, né? Mas não tem problema, eu posso esperar um tempo a mais só para te ouvir falar também. E eu quero te ouvir falar, ok? A sua voz é tão linda, tão doce, tão suave. Assim como você. Pessoas com o coração grande como o teu devem ser valorizadas e eu só to querendo que você entenda isso. Eu te valorizo, sabe? Desde o dia que você entrou em minha vida, soube te valorizar, porque percebi que você era diferente de todos os outros. Talvez eu nunca tenha te dito antes, mas é que às vezes as palavras faladas também faltam em mim. Irônico, não? Só que eu, ao contrário de você, não desisti, então por isso estou aqui falando e falando e falando de novo.

Lembre-se sempre de que você terá alguém para te ouvir e te apoiar. Lembre-se, também, que independente do horário, do dia ou até mesmo do clima que estiver lá fora, a minha porta estará aberta, assim como os meus braços para te aconchegar da forma mais calorosa que existe. Eu te entendo bem, mas queria que você me entendesse também. As palavras existem para serem jogadas ao mundo. Da maneira correta, é claro, mas mesmo assim, elas merecem ser ouvidas. Então, da próxima vez, tente um pouquinho mais, tá?

Mas, enquanto essa próxima vez não chega, eu continuo aceitando o fato de que há silêncios que realmente falam mais do que qualquer tipo de palavra.

Advertisements

One comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s