A vida é uma piada

É tudo engraçado. A dor que a gente sente, o café que tomamos, o pão na chapa que queimou, até mesmo o que deixamos de fazer na noite anterior. Nada é pra ser levado tão a sério, pra quê? Não se estresse, coloca um sorriso no rosto, finge que está tudo bem. E mesmo que não dê, finge mais uma vez. Ninguém se interessa pela história do outro, é tudo baboseira, lero-lero.

Se estiver apaixonado, ou qualquer dos outros derivados, esqueça. O mundo não pertence mais aos românticos, você estará sozinho no meio de pessoas turbulentas, que debocham de tudo por medo de se arriscarem. Ei, não fique assim, eu estava só brincando. Será que tudo tem que ser realmente assim? Seja leve, deixe os outros pra lá – eu já disse que ninguém se importa com quem você é.

Não sinta nada, finja demência, que não é contigo. Os dias estão cada vez mais caóticos, as pessoas tornaram-se protagonistas da própria desgraça. Mas não se esqueça que tudo podia ser pior, jamais se esqueça. Acordou de ressaca? Agradeça. Brigou com quem se gosta? Agradeça. Alguém se foi dessa pra melhor? Agradeça também, pelo visto é assim que tudo funciona. Aliás, de nada adianta você tentar se não agradecer, tá?

Olha lá fulano, já está casado. E você?, quando vai? Responda que nunca, que ninguém se importa. Responda que pessoas como você não têm vez no mundo, que ninguém quer alguém que se preocupe, que pergunte se está tudo bem. Diga que você é diferente, que já entendeu que as coisas não acontecem como você sempre imaginou. Fala que você já aceitou se entregar para o que não gosta só pra ver os outros com sorrisos falsos estampados bem no meio da cara, fingindo que estão felizes por você.

Aparentemente, tudo é motivo para a felicidade alheia – inclusive se ela for composta por tristezas de sua parte. Porque você não aguenta fingir por tanto tempo, você no fundo não aceita metade do que te impõe. Você até tenta ser como o molde que a sociedade cria, mas você vai além, você transborda, você se desdobra pra estar exatamente no lugar em que deveria estar: no peito de alguém que te quer bem também.

(mas isso não existe, porque a vida é uma piada)

Advertisements

One comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s