Bolsonaro não se alistou ao exército de Hitler, mas foi vítima do seu próprio veneno [de novo]

As fake news têm demonstrado poder bélico nessas eleições. São centenas de milhares de mensagens que rondam as redes sociais. Nos últimos dias uma notícia muito divulgada por aí é de que Bolsonaro teria se alistado ao exército de Hitler.

Podemos classificar o candidato à presidência pelo PSL de muitos nomes pejorativos devido as suas colocações preconceituosas, machistas e racistas, mas sejamos honestos, partir disso para acreditar em uma montagem sem vergonha de uma confissão de alistamento no exército nazista passa a ser maucaratismo.

Maucaratismo esse que segundo denúncias do jornal Folha de São Paulo, Bolsonaro e sua trupe teriam de sobra. O jornal apurou que já foram gastos mais de R$ 12 milhões para a propagação de fake news, esse valor teria sido pago por grandes empresários que apoiam a candidatura do militar para espalhar e mentiras que miram prejudicar o PT.

O holocausto aconteceria de novo?

Bolsonaro e seus apoiadores negam as acusações, mas se comprovada a veracidade dos fatos, o capitão da reserva pode ter grades problemas, pois esses recursos seriam doações de campanha, que por sua vez, não foram registradas. Ou seja, a campanha do imaculado, santíssimo e sempre honesto Bolsonaro estaria usando de caixa 2.

Jesus Cristo e as eleições de 2018

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s