O que está por trás do recuo de Bolsonaro na fusão dos ministérios

Após toda repercussão negativa da desastrosa união dos ministérios da Agricultura com Meio ambiente, Bolsonaro voltou atrás. Essa atitude do novo presidente eleito do Brasil demonstra a importância da mídia e da cobrança. É o que venho falando aqui no blog, não importa se você votou a favor ou contra Bolsonaro, nesse momento todos precisam ser fiscais desse governo e exigir dele o melhor. Porém, esse recuo também traz mensagens preocupantes.

Bolsonaro é menos ingênuo do que muitos acreditam. Ele é um político antigo, está jogando esse jogo há quase trinta anos. Ele sabe muito bem que precisa da opinião pública ao lado dele, ao mesmo tempo sabe que precisa de acordos políticos. Não é atoa que Jair pode até volar atrás na fusão dos ministérios, mas não recua em colocar como chefe da Casa Civil Onyx Lorenzoni, que já confessou ter usado de caixa dois.

Não se deixe iludir, quando Bolsonaro anunciou a fusão ele já imaginava que a pressão popular viria. Ao voltar atrás, ele consegue desfazer a imagem de que é uma pessoa intransigente com sede ditatorial e que está realmente no poder pelo povo, ao lado do povo. A população compra esses discursos que transitam nas entrelinhas e dessa maneira começará a baixar a guarda, pois na mente popular, se o governo volta atrás para se alinhar ao povo, ele não deve ser tão perigoso assim. Doce ilusão.

O Plano de Governo de Bolsonaro entregue ao TSE já falava dessa fusão e isso foi completamente ignorado por muitos dos eleitores de Bolsonaro. É compreensível, pois muitos dos votos que o capitão teve não foi a seu favor, e sim contrário ao petismo. Portanto, quem votou nele mesmo sem concordar com todo o plano de governo, deve ficar atento as medidas que ele tomará, pois os primeiros passos dele demonstram que está disposto a abrir mão daquilo que foi prometido em prol de governabilidade, o que não está errado.

Existe ainda pelo menos mais um ponto para que fiquemos de olho. Esse avança e recua do novo presidente eleito faz com que a mídia noticie coisas que em pouco tempo deixam de valer. Assim cada vez que se noticiar uma bomba, o senso comum logo agirá em prol do Bolsonaro, pois a grande massa pensará que “ele deve voltar atrás, isso tudo é a mídia fazendo escândalo”, e sem a cobrança ele não recua, e aos poucos a população se acostuma com o absurdo que passará a ser comum.

Estamos vivendo novos tempos na política brasileira, isso é fato, mas as regras do jogo são as mesmas. Fiquemos de olho.

Advertisements

Posted by

Jornalista e apresentador de TV. Criador do Regra dos Terços.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s