Me respeita, pois agora sou um senhor casado

fotos de casamento

Senhoras e senhores, meio que casei. O dia 24 de novembro de 2018 foi o dia mais incrível da minha vida. É engraçado parar para pensar que por 26 anos eu ouvi dizer que o casamento é o dia que marca a vida de uma mulher. Que o dia da cerimônia é o dia da princesa. Que quando as mulheres vestem aquele vestido branco elas se emocionam. Que o véu e grinalda é algo que as mulheres lutam uma vida toda. Mas no dia do meu casamento, era eu quem estava em estado de choque.

Realmente não era meu sonho casar assim. Nunca quis uma grande festa, nunca sonhei com esse dia, pois sabe como é, a sociedade me criou me dizendo que no dia que o homem casa é game over pra ele. Por mais que eu venha lutando muito contra os pensamentos machistas nos últimos anos, essa peste está dentro da gente e muitas vezes nem mesmo percebemos isso. Pois bem, quanto ao casamento esse era o meu caso.

Aí no dia 11 de janeiro de 2016 dei o primeiro beijo na [agora senhora] Kelli Kadanus. Três semanas depois eu percebi que queria algo a mais com essa mulher. Em pouco tempo passamos a morar juntos e foi a partir daí que vi que queria viver momentos de contos de fadas com ela.

Viajamos juntos algumas vezes nesses quase três anos de namoro, zeramos Friends duas vezes, assistimos muitos filmes, adotamos um cachorro, dormimos até as costas doerem, rimos, choramos, nos amparamos. Mas nunca nos desrespeitamos, nunca nos ofendemos, nunca deixamos de ser o melhor amigo do outro. E com esse relacionamento perfeito [sim, ele existe e eu sou a prova viva disso], faltava o brinde social. Foi aí que floresceu em mim a vontade de casar.

Programei uma viagem simples, ali para Antonina e foi lá, sobre a luz das estrelas que pedi a mulher da minha vida em casamento. A partir dali começamos a organizar a vida financeira para isso. Por um ano e meio nossa vida se resumiu ao dia 24/11 que estava por vir. E quando chegou, meu amigo, foi FODA!

Lembro de olhar para o céu azul, olhar para minha mãe que estava abraçada comigo, nossos melhores amigos, nossa família, nossos padrinhos… O coração acelerou demais! Quem celebrou nossa união não foi um padre, nem um celebrante, muito menos um juiz, foi o meu melhor amigo e a melhor amiga dela. Acontece que a celebração foi tão sincera que parece que todos combinamos. As palavras dos celebrantes conversava diretamente com os meus votos, que conversavam diretamente com os votos da Kelli, como se tudo tivesse sido combinado, essa coincidência aconteceu no plano da sinceridade dos sentimentos.

Eu chorei muito. Ela chorou. Nossos pais choraram. Nossos amigos choraram. Foi emocionante demais. Na festa eu fiz questão de sair do corpo! Acho que nunca fui tão desinibido quanto nesse dia, assim como acho que nunca fui tão feliz quanto nesse dia. E no final de tudo fomos para nossa lua de mel, mas esses detalhes eu não posso revelar [risos].

Enfim, se o casamento é dia da princesa, eu sou um princeso, e digo mais, sou o princeso mais feliz do mundo. Me respeitem, pois agora sou um senhor casado!

Advertisements

Posted by

Jornalista e apresentador de TV. Criador do Regra dos Terços.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s