Começando a investir: o dinheiro tem um preço

O Brasil passa por um momento histórico: a taxa SELIC atual está em 2% ao ano, o que faz dessa a taxa básica de juros mais baixa da história. E o que isso quer dizer para as pessoas? Quer dizer que a maior parte dos investimentos em renda fixa agora tem dificuldade até mesmo para cobrir a inflação. Assim, a coluna de hoje é para você que quer começar a investir e não sabe como nem por onde começar.

Primeiramente é importante estabelecer uma regra básica: antes de colocar seu dinheiro em qualquer investimento de renda variável ou que seu dinheiro seja obrigado a ficar quietinho até certo prazo, precisamos ter o que chamamos de “reserva de segurança”. Algumas pessoas chamam também de “reserva de emergência”, mas ela não serve só para emergências e normalmente nossa mente evita tudo ligado a emergências. A ideia dessa reserva é ser um colchão de tranquilidade para que a gente não se desespere com imprevistos ou variações nos nossos investimentos de mais longo prazo.

Então, antes de começar a investir em produtos mais sofisticados, o ideal é ter de 6 a 12 meses do seu custo mensal em um investimento em renda fixa de liquidez diária. Assim, para a reserva o objetivo não é rendimento, mas a segurança. Portanto, um investimento de no mínimo 100%, 110% e mesmo 150% do CDI, que já vi por aí, é mais do que suficiente. E por favor, não deixe na poupança. O que antes era apenas um mau investimento, agora é perder dinheiro, literalmente.

Para lhe ajudar a formar sua reservar de segurança é importante começar com a sua reeducação financeira. Infelizmente as escolas hoje não ensinam como administrar o dinheiro e a maior parte das pessoas têm medo dele. Muitas pessoas não falam de dinheiro ou por vergonha ou desconhecimento, sequer cobram juros das pessoas quando emprestam. É importante entender que o dinheiro tem um preço (medido pela taxa de juros, a famosa SELIC), e quando atrasamos faturas, parcelas de financiamento ou qualquer compromisso financeiro, precisamos pagar juros.

Quando guardamos o dinheiro, na realidade, estamos deixando esse recurso à disposição das outras pessoas. Se você não pensa assim, o seu banco pensa, e empresta todo o seu dinheiro parado na conta corrente para outras pessoas em troca de juros. Mesmo que esse dinheiro esteja à sua disposição 24 horas por dia, o banco sabe que nem todo mundo vai sacar todos os seus recursos, e um dia é suficiente para fazer dinheiro com o seu dinheiro.

Então para começar adquira a mentalidade de que o dinheiro tem preço e invista. Se o dinheiro está emprestado a uma certa taxa e você tira para emprestar para um amigo, agora o cálculo é o que você está deixando de ganhar e, portanto, deve cobrar juros. Não porque você é um mau amigo, mas porque não cobrar é irracional do ponto de vista econômico.

Pronto, você poupou, parou de parcelar no cartão de crédito e se tornou uma pessoa financeiramente organizada. Agora sente-se capaz de fazer investimentos melhores? O primeiro passo é abrir conta em uma corretora. Aqui é preciso pesquisar: no Brasil hoje existem corretoras para todos os gostos e perfis, muitas com taxas extremamente baixas e algumas, inclusive, taxas zero.

Uma vez que sua conta esteja aberta, você tem dois caminhos. Como o segredo do sucesso em qualquer investimento é diversificação eu sugiro você tomar um pouco dos dois: renda fixa com prazos mais longos e renda variável, começando por ações e ETFs. Mas esse já é um assunto para outro dia.

Se quiserem saber mais sobre investimentos e todas essas siglas que parecem tornar o mercado financeiro algo tão hermético, deixe sua sugestão nos comentários.

Um comentário sobre “Começando a investir: o dinheiro tem um preço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s