“ESTAMOS DIANTE DE UMA POLÍTICA DE EXTERMÍNIO INDÍGENA NO BRASIL”, DENUNCIA ASSESSOR JURÍDICO DA APIB NA ONU

Luiz Eloy Terena, assessor jurídico da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), denunciou a situação dos povos indígenas no Brasil, durante a pandemia da covid-19, na primeira participação das organizações indígenas e indigenistas na 46ª sessão ordinária do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, nesta segunda-feira (1).

Além da participação da Apib, o Cimi ainda terá outros quatro momentos de fala durante a 46ª sessão ordinária do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, que é a principal sessão do ano do organismo internacional com sede em Genebra, na Suíça.

Luiz Eloy Terena, assessor jurídico da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB). Foto: Vinicius Loures/Agência Câmara

Leia na íntegra no CIMI

Confira o discurso de Eloy Terena:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: