EDITORIAL: JORNALISMO É ESSENCIAL PARA A DEMOCRACIA

Hoje, 7 de abril, é o dia do Jornalista. A data foi designada em homenagem ao jornalista e médico Giovanni Battista Líbero Badaró, morto no dia 22 de novembro de 1830. Badaró ficou conhecido por suas lutas a favor da Independência do Brasil. A data diz muito sobre o jornalismo no Brasil.

É sempre sobre uma luta, afinal. É sempre sobre algumas mortes, infelizmente. Lutamos e morremos com Badaró, lutamos e morremos na ditadura militar com Vladimir Herzog, lutamos e morremos diante das outras ditaduras encapuzadas que aprenderam a maquiar suas violências e estão representadas na morte de Tim Lopes. Lutamos e morremos diante do racismo, machismo e da homofobia. Lutamos e morremos em busca da verdade, da notícia e da clareza. Nos mantemos firmes porque acreditamos que quando a verdade morre, a sociedade vira escrava dos caprichos de seus algozes.

Em 2021 essa data é marcada por mais um cenário triste. Segundo dados da da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) o Brasil é o país com maior número de profissionais mortos por Covid-19 no mundo. Além disso, dados do mesmo órgão indicam que 2020 foi o ano mais violento contra jornalistas desde 1990. Ao todo, foram 428 casos de ataque, incluindo assassinatos, sendo um aumento de 105,77%, em relação a 2019, quando cresceu o número de violações à liberdade de imprensa no país.

Mas, ao mesmo tempo, somos munidos de esperança. Jornalista precisa ser teimoso, afinal, trabalhamos com uma das coisas mais sagradas do universo, que é a Palavra. Temos a responsabilidade de servir ao público. Precisamos ver saídas onde existem amarras. E é por vocês que nos mantemos aqui, dispostos a nadar contra as correntes, vencer obstáculos e principalmente SOBREVIVER.

O Regra dos Terços nasceu na intenção de trazer a notícia por outro ângulo, este, que nem sempre agrada e nem sempre diz o que todos querem ouvir. Mas que se mantém firme e fiel aos seus princípios.

Que hoje tiremos de dentro de nossos corações motivos para celebrar o jornalismo, apesar dos pesares.

Seguimos unidos. Seguimos juntos. Lutemos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: