REALIZANDO O SONHO DE CONHECER CAMBRIDGE

Durante meu doutorado, uma das experiências mais incríveis que tive foi um doctoral-split na Inglaterra, no Institute of Education, que é parte da University College London. Já contei aqui sobre a minha experiência de morar em Londres, mas dentre vários lugares que conheci, a viagem para Cambridge foi uma das mais legais e inesquecíveis. E é sobre isso que vou contar hoje.

Cambridge é uma cidade inglesa que fica a uns 80 quilômetros de distância de Londres, também conhecida como a sede da Universidade de Cambridge, fundada em 1209. Só por essa data, já seria interessantíssimo conhecer a cidade. Chegar lá é como acessar uma máquina do tempo: as construções e arquitetura antigos, longos gramados verdíssimos ao redor do rio Cam, um ar de que viajamos no tempo, em que cada centímetro parece cheio de histórias para serem descobertas.

Estudaram na Universidade de Cambridge pessoas célebres como Isaac Newton, Stephen Hawking, Francis Bacon, Bertrand Russel e Charles Darwin. Dentre os economistas que estudaram lá temos o John Maynard Keynes, o Amartya Sen, só para citar os mais notáveis. A cidade tem um ar universitário, as pessoas se movem para cá e para lá em suas bicicletas, abarrotados de livros, carregando seus cafés para se aquecer do frio.

Conheci a cidade com um guia muito especial, o Prof. Flávio Comim, hoje professor da Universidade Ramon Llull em Barcelona e que é também professor visitante em Cambridge. O Prof. Flávio é brasileiro e me contou histórias que aumentaram ainda mais o meu encantamento. Assisti a uma aula dele em uma sala que parecia cenário de filme. Depois da aula almoçamos juntos e passeamos por Cambridge, onde ele me mostrou alguns dos seus pontos turísticos mais famosos, como a Mathematical Bridge e a árvore do Isaac Newton, em frente ao Trinity College. Diz a lenda que essa árvore (vide foto) é uma muda da própria árvore que inspirou a Teoria da Gravidade, quando a maçã caiu em sua cabeça. Lenda, mas a gente gosta.

A Universidade de Cambridge é dividida em 31 Colleges, fundados entre os séculos XIII e XX. Passaram por lá mais de 96 Prêmios-Nobel, sendo 29 deles só em Física. Não é à toa que a universidade está classificada entre as melhores do mundo. Dentre os Colleges mais famosos estão Grifinória, Lufa-Lufa, Corvinal e Sonserina (brincadeira). Os mais conhecidos são o Trinity College (o do Newton), o King’s College e o Clare College (há controvérsias).

Para mim, pessoalmente, foi uma coisa muito forte, vindo de onde eu vim, pisar naqueles lugares e ter a chance de conhecer pessoalmente. De todas as oportunidades que meu doutorado me deu, essa foi uma das mais emocionantes. Fica a vontade de, quem sabe um dia, aplicar para um pós-doutorado lá. Se eu for, conto para vocês. Imagina só?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: