fbpx

AMOR E DISTÂNCIA

AMOR E DISTÂNCIA
Kelli Kadanus - Sonhos do Avesso

Viver longe de casa é nunca ter o coração tranquilo. Sempre tem uma aflição, alguma coisa que fica faltando nas tardes de domingo. Viver longe de quem a gente ama é um constante estado de ansiedade. O amor não suporta as distâncias.

E se alguém estiver doente e não quiser me contar? Será que a pressão está controlada? Estão se cuidando direitinho? Os remédios estão em dia? 

Quando chegam datas como aniversários, Natal, dia das mães, dia dos pais, é um aperto no peito redobrado. Eu queria estar lá. Eu queria um café com bolo no domingo à tarde. Queria pegar no sono no sofá vendo desenho com as crianças. 

Meses atrás eu liguei pra casa num domingo à tarde e meus pais estavam jogando uno com minha sobrinha e com meu avô. E eu me senti tão sozinha aqui a 1.200 quilômetros de distância que desliguei o telefone e chorei por meia hora.

Pra quem foi criado para voar pra longe do ninho, a saudade não dá um minuto de trégua nunca. O amor também não.

Assine a newsletter do Sonhos do Avesso e tenha acesso a um conteúdo exclusivo todas as quartas-feiras! É só se inscrever neste link! É de graça!

Kelli Kadanus

Kelli Kadanus, jornalista, cronista, tia coruja. Escrevo para tentar me entender e entender o mundo. É assim desde que aprendi a juntar sílabas. Sonho em mudar o mundo e as palavras são minha única arma disponível.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: