AUDIÊNCIA DISCUTE POLÍTICAS DE CULTURA PARA A POPULAÇÃO LGBTQIA+

LGBTQIA+ é a sigla para lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, “queer” (quem transita entre as noções de gênero, como drag queens), intersexo, assexuais e outras variações de sexualidade (representados pelo +).

A Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados reúne-se na próxima terça-feira (25) para debater políticas de cultura para a população LGBTQIA+.

Foto: Marcel Ávila/Prefeitura de Pelotas-RS-Agência Câmara de Notícias

A deputada Erika Kokay (PT-DF), que pediu a realização da audiência, afirma que o preconceito e a discriminação são construções históricas e culturais. “Pessoas LGBTI+ têm sofrido diversas situações de rejeição, ódio e violência sempre com o argumento de ‘anti-natureza’, de negação de valores culturais tradicionais, de uma ideia de uma imutabilidade da história.”

Ela lembra ainda que o Brasil figura no primeiro lugar do ranking dos países que mais matam lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e pessoas intersexuais no mundo.

O enfrentamento à discriminação contra essa parcela da população, afirma Kokay, passa necessariamente pela construção de novas mentalidades, que necessitam do aparato da cultura nesse processo. A intenção da audiência, explica a deputada, é justamente conhecer as pautas de promoção da cidadania LGBTI+ no âmbito da cultura.

Foram convidados para discutir o assunto com os parlamentares, entre outros:
– o defensor público-geral federal, Daniel de Macedo Alves Pereira;
– o vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros;
– o representante da Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo Diego Oliveira;
– além de artistas, ativistas e representantes de grupo de defesa de pessoas LGBTI+.

O debate será realizado no plenário 8, a partir das 14 horas.

*Fonte: Agência Câmara de Notícias

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: