AUDITOR DO TCU QUE TERIA REDUZIDO NÚMERO DE MORTES POR COVID-19, É CONVOCADO PELA CPI DA PANDEMIA

Nesta quarta-feira (9), na CPI da Pandemia, foi aprovada a convocação do auditor do Tribunal de Contas da União (TCU), Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques. Ele é autor de um suposto estudo que supõe que metade dos óbitos por covid-19 no Brasil não teriam ocorrido.

Esse “estudo paralelo” foi citado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) publicamente na tentativa de minimizar o impacto do coronavírus. No entanto, os dados oficiais apontam mais de 476 mil mortes no país. Bolsonaro chegou a assumir que os dados não eram verdadeiros e que estava equivocado na informação, mas não deixou de expor que acredita que esteja certo em seu posicionamento de desacreditar nos números oficiais.

Agência Senado
Agência Senado/Reprodução Youtube

Por sua vez, o TCU anunciou a abertura de procedimento interno para apurar a existência de uma “inadequação de conduta funcional”. O auditor foi afastado.

Também nesta quarta-feira (9) foram aprovadas na CPI outras convocações como a da médica Francieli Francinato, coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde. O senador Otto Alencar (PSD-BA), presidente da CPI, alegou que a médica recomendou a vacinação de gestantes que haviam recebido a primeira dose do imunizante Astrazeneca, sem se preocupar com nenhum tipo de eficiência ou segurança comprovada. O requerimento pretende realizar também uma acareação entre Francieli e a infectologista Luana Araújo.

A comissão aprovou um total de 19 requerimentos, dentre eles, do deputado Osmar Terra (MDB-RS), chamado a depor sobre o “gabinete paralelo de Saúde”. O gabinete, em setembro de 2020, participou de um encontro no Palácio do Planalto em que um grupo de aconselhamento de Bolsonaro defendeu o uso da cloroquina contra a covid-19, colocando em dúvida a eficácia das vacinas contra o coronavírus.

Também será convocado o secretário de Comunicação Institucional da Presidência da República, Felipe Cruz Pedri, o ex-secretário de Saúde do Distrito Federal, Francisco de Araújo Filho, denunciado por participação em uma organização criminosa e o empresário José Alves Filho, representante de um laboratório que produz a ivermectina.

Em outro requerimento, foi aprovada a convocação do presidente da Aspen Farmacêutica, Renato Spallicci, que teria tentado desembaraçar a importação de hidroxicloroquina, segundo indicações de documentos obtidos pela comissão.

Quer entender melhor essa situação de falsificação de dados e informações erradas que o presidente Bolsonaro usou como argumento? Confere o Anexo V, com Kelli Kadanus e Rogério Galindo no nosso canal no Youtube. Assista:

*Matéria com dados da Agência Senado

1 comentário em “AUDITOR DO TCU QUE TERIA REDUZIDO NÚMERO DE MORTES POR COVID-19, É CONVOCADO PELA CPI DA PANDEMIA

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: