fbpx

AUTORIDADES REAGEM AOS ATOS ANTIDEMOCRÁTICOS CONVOCADOS POR BOLSONARO

AUTORIDADES REAGEM AOS ATOS ANTIDEMOCRÁTICOS CONVOCADOS POR BOLSONARO
Fotos: Marcos Corrêa/PR

Em meio à manifestações antidemocráticas, que pedem o fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal (STF) e a volta da Ditadura Militar no Brasil, autoridades dos Poderes Legislativo e Judiciário saíram em defesa da democracia neste 7 de setembro. Pela manhã, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) promoveu uma cerimônia de hasteamento da bandeira no Palácio Alvorada, residência oficial. Os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do STF, Luiz Fux, não compareceram à cerimônia.

Fotos: Marcos Corrêa/PR

Pacheco defendeu nesta terça-feira (7) “a absoluta defesa do Estado Democrático de Direito”. “Ao tempo em que se celebra o Dia da Independência, expressão forte da liberdade nacional, não deixemos de compreender a nossa mais evidente dependência de algo que deve unir o Brasil: a absoluta defesa do Estado Democrático de Direito”, escreveu Pacheco.

O ministro do STF, Luís Roberto Barroso, que também é presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e um dos alvos preferenciais dos ataques de Bolsonaro, também se manifestou. “Brasil, uma paixão. Brancos, negros e indígenas. Civis e militares. Liberais, conservadores e progressistas. Desde 88, a vontade do povo: Collor, FHC, Lula, Dilma e Bolsonaro. Eleições livres, limpas e seguras. O amor ao Brasil e à democracia nos une. Sem volta ao passado”, afirmou.

Outro alvo do presidente, o ministro Alexandre de Moraes, do STF, também se manifestou. “Nesse Sete de Setembro, comemoramos nossa Independência, que garantiu nossa Liberdade e que somente se fortalece com absoluto respeito a Democracia”, escreveu.

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), também usou as redes sociais para defesa da democracia. “O momento é de defesa da democracia, independência e harmonia para continuarmos trabalhando pelo país”, afirmou. “A democracia é a espinha dorsal da liberdade, fiadora maior da nossa Constituição, a maior conquista do nosso povo”, completou.

Líder da oposição na Câmara, o deputado Alessandro Molon (PSB-RJ) afirmou que as manifestações não vão intimidar o Congresso. “Mantenham-se firmes! O que aqueles que defendem o caos e o autoritarismo querem é intimidar o Brasil. Não conseguirão. Somos maioria e não permitiremos que se apropriem do país: ninguém aguenta mais esse Brasil miserável e caótico que Bolsonaro criou. Vai passar”, escreveu.

“Independência é um substantivo feminino como democracia. Uma só é forte com a outra. Precisamos, mais do que nunca, ressaltar: somos uma nação constituída por poderes independentes e harmônicos. Com serenidade e diálogo, vamos seguir na luta contra qualquer tipo de retrocesso”, escreveu o deputado Baleia Rossi (MDB-SP), candidato derrotado à presidência da Câmara no início do ano.

Ex-presidenciáveis também se manifestam sobre manifestações

Candidatos que concorreram ás eleições de 2018 para a Presidência da República também se manifestaram nesta terça-feira (7) em defesa da democracia e contra as pautas antidemocráticas dos atos convocados por Bolsonaro.

“A maioria esmagadora do povo brasileiro é contra qualquer tentativa de golpe. Neste 7 de Setembro renovamos nosso compromisso com a democracia, a paz, o desenvolvimento e a liberdade. Todos sabemos que ditadura é tempestade de dor, miséria e silêncio”, escreveu Ciro Gomes (PDT) no Twitter.

Marina Silva (REDE) também se pronunciou no Twitter. “O 7 de Setembro de 2021: 199 anos depois, somos chamados não por um estadista para aprofundar nossa democracia. Somos chamados para ir direto ao precipício. Não é assim que sairemos das eternas margens do Ipiranga para um futuro de desenvolvimento justo e sustentável”, disse.

Kelli Kadanus

Kelli Kadanus, jornalista, cronista, tia coruja. Escrevo para tentar me entender e entender o mundo. É assim desde que aprendi a juntar sílabas. Sonho em mudar o mundo e as palavras são minha única arma disponível.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: