DEPOIS DE SER DESMENTIDO, BOLSONARO VOLTA A ATACAR STF SOBRE GESTÃO DA PANDEMIA

Depois de ser desmentido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) mais uma vez nesta semana sobre as competências para gestão da pandemia no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) alegou nesta quinta-feira (29) que o tribunal teria cometido um crime ao permitir que prefeitos e governadores tivessem autonomia para aplicar medidas de restrição no combate a pandemia da Covid-19. Aos seus apoiadores, Bolsonaro afirmou que o Supremo errou ao permitir o livre exercício de governadores na gestão da pandemia.

“O Supremo, na verdade, cometeu um crime ao dizer que prefeitos e governadores de forma indiscriminada poderiam, simplesmente suprimir toda e qualquer direito previsto no inciso 5º da Constituição, inclusive o ‘ir e vir”‘, disse. As críticas foram divulgadas por um canal no Youtube.

Foto: José Cruz/Agência Brasil

A declaração do presidente foi uma resposta à mensagem do STF postada em uma rede social nesta quarta-feira (28) que, em determinado trecho, destaca que o Supremo não impediu o governo Federal de agir no enfrentamento da pandemia.

“O STF não proibiu o governo federal de agir na pandemia! Uma mentira contada mil vezes não vira verdade!”, dizia a publicação. Por outro lado, o chefe do Executivo insiste em afirmar que foi impedido de tomar decisões. “Isso é fake news. O Supremo decidiu que as medidas restritivas impostas por governadores e prefeitos não poderiam ser modificadas por mim”, disse Bolsonaro.

O presidente disse que irá apresentar uma nota sobre as atitudes do governo durante a pandemia para dar uma resposta ao Supremo. “Vamos demonstrar lá tudo o que nós fizemos”, declarou.

Entenda a discussão

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deu uma entrevista à rádio Mundial, da Bahia, e afirmou que o Supremo deu mais poderes para governadores e prefeitos do que para ele. O STF respondeu o presidente em suas redes sociais com um vídeo, usando de referência uma frase do ministro da propaganda do regime nazista de Adolf Hitler, Joseph Goebbels, que afirmava que uma mentira contada mil vezes se torna verdade.

“Uma mentira repetida mil vezes vira verdade? Não. É falso que o Supremo tenha tirado poderes do presidente da República de atuar na pandemia. É verdadeiro que o STF decidiu que União, estados e prefeituras tinham que atuar juntos, com medidas para proteger a população. Não espalhe fake news! Compartilhe as #VerdadesdoSTF”, disse a publicação.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: