Bolsonaro coloca ruralista na presidência da Funai

O delegado da Polícia Federal Marcelo Augusto Xavier da Silva é o novo presidente da Funai. Ele assume a presidência do órgão após a saída do general Franklimberg Ribeiro de Freitas, exonerado por pressão de ruralistas. 

O delegado Marcelo Augusto Xavier tem um histórico nada indigenista. Ele atuou na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Funai, em 2016, como assessor da bancada ruralista. A CPI foi criada para apurar supostas irregularidades cometidas pelo Incra e pela Funai em processos de titulação de quilombos e de demarcação de Terras Indígenas. O relatório final propôs a revisão de demarcações de terras indígenas – uma bandeira do governo Bolsonaro.  Continue reading “Bolsonaro coloca ruralista na presidência da Funai”

Advertisements

Congresso agora tem a Frente Quilombola

Agora o Congresso Nacional tem a Frente Parlamentar Mista em Defesa das Comunidades Quilombolas. O colegiado é formado pelos parlamentares Bira do Pindaré (PSB/MA), presidente da Frente; Camilo Capiberibe (PSB/AP); Valmir Assunção (PT/BA); Gervásio Maia (PSB/PB); Túlio Gadelha (PDT/PE); Sâmia Bomfim (PSOL/SP); Talíria Petrone (PSOL/RJ); Edmilson Rodrigues (PSOL/PA); Vilson da Fetaemg (PSB/MG) e Márcio Jerry (PcdoB/MA).

O objetivo é promover debates, além de acompanhar e apoiar políticas, ações e projetos que permitam a defesa dos interesses das comunidades quilombolas no país. A pauta principal é a titulação dos territórios. Estive por lá fazendo a cobertura pelo ISA, confira como foi no vídeo abaixo.

 

Também na semana passada aconteceu na Conaq um encontro das mulheres negras e quilombolas. Na ocasião, as mães de Binho do Quilombo e Marielle Franco se encontraram pela primeira vez para contar a história de seus filhos. Binho e Marielle foram assassinados por serem negros e lutarem por um mundo melhor.

Veja a matéria completa sobre esse encontro aqui.

Dona Marinete e dona Bernadete (mãe de Marielle Franco e mãe Binho do Quilombo)

Mãe de Marielle Franco une forças com mãe Binho do Quilombo

Em encontro na sede da Conaq (Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas) em Brasília, a mãe da Marielle Franco, dona Marinete, esteve pela primeira vez com a mãe do Binho do Quilombo, dona Bernadete. O encontro faz parte da programação do Julho das Pretas, que é uma agenda conjunta e propositiva com organizações e movimento de mulheres negras, voltada para o fortalecimento das organizações dessas mulheres. Binho foi executado em setembro de 2017, em frente à escola da sua filha, na frente da menina. Marielle Franco foi assassinada em 2018, os principais suspeitos são milicianos. Marielle e Binho tinham ao menos duas coisas em comum: a pele negra e a luta social por um mundo mais justo e igualitário.

Logo no início do encontro a mãe de Binho afirmou que “só em dizer que eu sou quilombola, a resistência está aqui”. Diante da emoção entre lágrimas e suspiros de esperança, dona Bernadete resumiu em uma frase o que levou Binho e Marielle a serem brutalmente assassinados: “Os nossos filhos deixaram uma história, deixaram um legado e isso é que incomodou”.

Mesmo demonstrando abatimento e profunda preocupação com as ameaças constantes que Bernadete segue recebendo, ameaças essas que visam tira-la da comunidade e fazer ela parar com a militância social, a mãe de Binho mandou um recado para todas as mulheres negras e quilombolas que estavam presentes: “Se é pra lutar, vambora, se é pra guerriar, vambora”.

A mãe da Marielle relembrou da luta da filha, que desde muito antes de se candidatar já militava pelos direitos sociais dos negros, gays e favelados. “Eu não queria que Marielle se candidatasse, eu fui totalmente contra. Marielle já tinha um trabalho muito bonito que ajudava muito a comunidade… Ouvir as pessoas falando que ela defendia bandido, me dói demais”, lamentou a mãe da vereadora.

Apesar do receio de que a filha entrasse na política, a morte de Marielle foi uma surpresa até mesmo para a mãe, que nunca imaginou que a filha pudesse estar marcada para morrer apenas por lutar por um mundo melhor. “Nesse período que Marielle estava [trabalhando] com Marcelo [Freixo], eu nunca imaginava que aconteceria isso”. Marielle é um grande exemplo de luta pelas comunidades, mas também teve uma votação expressiva nos bairros de classe média do Rio. A vereadora recebeu mais de 46 mil votos em 2016 e segue viva na lembrança e luta de todos aqueles que querem um Brasil mais igualitário.

View this post on Instagram

Ontem eu tive uma dolorosa honra. Foi uma honra, pois não é sempre que você tem o privilégio de estar ao lado de guerreiras como essas. Foi dolorosa, pois ouvir os relatos delas é de rasgar o peito. Na direita está a dona Marinete, mãe da Marielle Franco. Na esquerda está dona Bernadete, mãe de Binho do Quilombo. Ambos foram cruelmente assassinados por serem negros e defenderem um mundo melhor, menos desigual, socialmente justo e igualitário. Eles morreram por combater o racismo. Assassinaram representantes do povo, mas não podem matar aquilo que eles representam. A luta por um mundo melhor continua! Marinete e Bernadete, obrigado por compartilhar um pouquinho da história de vocês e dos seus filhos. As palavras de vocês, inspiram demais. Binho e Marielle vivem! #MariellePresente #BinhoPresente #VidasNegrasImportam

A post shared by Erick Mota (@jornalistaerickmota) on

Julho é o mês da Mulher Negra, em homenagem a Tereza de Benguela, liderança quilombola da região do Mato Grosso, que como muitas outras mulheres negras, rurais defendem seus territórios nos dias de hoje.

Também na semana passada foi lançada a Frente Parlamentar Mista em Defesa das Comunidades Quilombolas. Estive por lá fazendo matéria para o ISA, confira como foi clicando aqui.

Editais do Sesc PR 2019

O Sesc PR está com editais abertos para 2019 na área de música, artes visais e artes cênicas. O ArteSesc 2019 seleciona projetos de artes visuais para o Sesc Caiobá, Foz do Iguaçu, Guarapuava e Pato Branco. As propostas de exposição podem ser individuais ou coletivas e devem ser de autoria própria. Elas devem ser compostas por uma exposição com duração máxima de dois meses, de acordo com calendário da Unidade; uma palestra com os expositores, com duração máxima de uma hora; e uma oficina artística prática. As inscrições vão até o dia 31 de janeiro de 2019, o edital está disponível no endereço: https://www.sescpr.com.br/wp-content/uploads/2018/12/Edital-completo_sem-anexos.pdf.

O Sesc Londrina Cadeião Cultural também está com edital aberto para o ArteSesc 2019, até o dia 31 de janeiro de 2019. A proposta deve contemplar as mesmas atividades. Serão selecionadas exposições para o Espaço Galeria, Corredores e Mezanino. O edital está disponível em https://www.sescpr.com.br/wp-content/uploads/2018/12/Artesesc-Cadeiao-Edital_sem-anexos.pdf.

O Projeto Sesc Encena 2019, seleciona projetos de artes cênicas (teatro, dança, circo e performance) para o Sesc Campo Mourão, Esquina, Londrina Cadeião Cultural, Paranavaí, Ponta Grossa e São José dos Pinhais. As propostas contempladas por esse edital são de apresentação artística e ação formativa de artes cênicas. Elas devem incluir uma apresentação de espetáculo com duração de 40 minutos, seguida de um debate ou bate-papo com duração máxima de uma hora e uma oficina temática. A ação formativa terá duração de quatro horas. As inscrições serão encerradas no dia 8 de fevereiro de 2019. Esse edital é destinado apenas a Pessoas Jurídicas e as informações estão disponíveis no endereço: https://www.sescpr.com.br/wp-content/uploads/2018/12/Edital-Sesc-Encena-2019.pdf.

O projeto Sesc Sonoro 2019 será realizado na unidade do Paço da Liberdade – Café do Paço. Serão selecionadas 17 propostas de apresentação musical com duração de uma hora, cada uma. As inscrições se encerram no dia 27 de fevereiro, e também são destinadas apenas a pessoas jurídicas. Mais informações estão disponíveis no edital: https://www.sescpr.com.br/wp-content/uploads/2018/11/Apresentacao-de-Selecao-Sesc-Sonoro-Cafe-do-Paco.pdf.

Serviço
Editais de cultura: https://www.sescpr.com.br/cultura/editais/
E-mail: cultura@sescpr.com.br

O maior palco da América Latina mistura de Nando Reis a Capital Inicial na pedreira

Um mega festival reunindo representantes das maiores bandas de rock nacional de todos os tempos. Assim é o Prime Rock Brasil, que vai sacudir a Pedreira Paulo Leminski (R: João Gava, s/n), o maior palco da América Latina, no próximo dia 08 de dezembro. Com realização daPrime, o line-up é uma verdadeira “seleção brasileira”, com as principais escolas do rock nacional: de Minas Gerais, o Jota Quest (maior banda de pop-rock em atividade no país); do Rio Grande do Sul, Humberto Gessinger (ex-líder do Engenheiros do Hawaii); de São Paulo, Nando Reis(ex-baixista e fundador dos Titãs); do Rio de Janeiro, Frejat (parceiro de Cazuza no Barão Vermelho) e Os Paralamas do Sucesso (maior power trio do rock nacional) e de Brasília, Capital Inicial (banda coirmã da Legião Urbana). A abertura fica por conta da banda carioca O Rodo. Os portões serão abertos ao meio-dia, com o início dos shows previsto para as 16 horas.

“É a primeira vez em 25 anos que a cidade recebe os maiores ícones do rock nacional no mesmo palco. Será um dia histórico para reforçar a importância do rock brasileiro. Estamos preparando tudo com o maior carinho para o público, que vai se surpreender”, garante Mac Lovio Solek, diretor da Prime, uma das maiores produtoras do sul do país, e idealizador do festival. O evento que chegou mais perto disso foi o histórico Festival 30 em 300, que em agosto de 1993 reuniu no mesmo local as bandas Titãs, Barão Vermelho e Os Paralamas do Sucesso.

Serão mais de nove horas de muita diversão, que traz um repertório composto só de hinos do rock brasileiro, desde a primeira até a última música. Além disso, a plateia deve ser presenteada com jams sessions entre os músicos – afinal, eles são amigos e raramente têm a oportunidade de se encontrarem no mesmo palco. E o melhor: não haverá “pista premium”. Toda a área da pista será aberta ao público em geral e será composta por bares e food trucks.

Ainda na parte da estrutura, o Prime Rock Festival também vai oferecer experiências inéditas. É o caso do espaço In Stage, uma área reservada sobre o palco com capacidade para 400 pessoas, com vista privilegiada tanto para os músicos quanto para a plateia. O ingresso para o In Stage, inclui transporte VIP para a Pedreira, entrada pelo estacionamento dos artistas e acesso pelo elevador ou escada com vista panorâmica para todo o evento.

O público dessa área também terá acesso à pista e vai poder transitar por uma passarela que liga um lado ao outro do palco, o que vai oferecer uma experiência próxima à dos artistas: estar no palco da Pedreira, diante de milhares de pessoas. O espaço ainda dispõe de bares especiais, banheiros de fácil acesso, espaço gourmet e outros serviços exclusivos.

Outra opção para quem aprecia o conforto é o Camarote, que terá espaço coberto, acesso diferenciado pelo portão principal, lounge para descanso, serviços exclusivos de bar e alimentação e banheiros exclusivos.

DNA nacional
A música está no DNA do brasileiro, o rock nacional faz parte da nossa memória afetiva e nada melhor do que cantar na nossa língua os sucessos dos nossos maiores ídolos. Para representar essa celebração da cultura brasileira, a campanha publicitária do Prime Rock Brasil destacou a biodiversidade do país, com elementos da fauna brasileira – como a onça pintada e a arara. E o conceito já foi formatado para ser replicado em outras cidades do Brasil, sempre com os maiores nomes dos anos 80 e alguns representantes dos anos 90. “Reunir amigos artistas que nunca se encontram, em palcos extraordinários, para resgatar a energia e o astral da época de ouro do rock nacional. Essa é a ideia”, resume Mac Solek.

Ingressos
Os ingressos estão disponíveis e custam a partir de R$135,00, de acordo com o setor. PISTA – R$135,00 (meia-entrada) e R$260,00 (inteira) / CAMAROTE – R$310,00 (meia-entrada) e R$610,00 (inteira) / IN STAGE – R$610,00 (meia-entrada) e R$1.210,00 (inteira). Clientes CLUBE PRIME possuem 50% de desconto na compra de até 2 ingressos por associado.  Para participar, é só baixar o aplicativo Clube Prime, disponível gratuitamente para Android e iOS.Promoções não cumulativas com descontos previstos por Lei. ***Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio. ****Já está incluso o valor de R$10,00 de acréscimo por bilhete referente à taxa de administração Disk Ingressos. Os ingressos podem ser adquiridos através do Disk Ingressos (Loja Palladium – de segunda a sexta, das 11h às 23h, aos sábados, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h, –  e quiosques instalados nos shoppings Mueller, Estação e São José – de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h)Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22h, e aos domingos, das 9h às 18h) e Online:  www.diskingressos.com.br.

Sobre os shows:
Humberto Gessinger está na estrada com o show de lançamento do seu recente DVD “Ao Vivo Pra Caramba”, um registro de sua última turnê “Desde Aquele Dia – A Revolta dos Dândis 30 anos”, gravado em agosto de 2017 em Porto Alegre, que conta ainda com um set acústico com quatro canções inéditas. No novo show o compositor, cantor, multi-instrumentista e escritor gaúcho apresenta algumas músicas do disco A Revolta dos Dândis (que completou 30 anos em 2017), além de composições de diversas fases de sua carreira, com destaque para as canções inéditas“Pra Caramba”, “Cadê?”, “Das Tripas Coração” “Saudade Zero”.

No palco, Gessinger  (vocal, baixo, harmônicas, sintetizador, guitarra, viola caipira e piano) estará acompanhado por Rafa Bisogno (bateria, percussão, bateria eletrônica e voz) e Felipe Rotta (guitarra, violão, bandolim e voz), que o acompanham também no DVD.

JOTA QUEST – Após passagem triunfante por Curitiba em junho, a banda Jota Quest retorna à cidade com aclamado espetáculo “Acústico Jota Quest – Músicas Para Cantar Junto”, assistido por mais de 350 mil expectadores e soma mais de 200 milhões de views e plays nas plataformas digitaisO show repassa a trajetória de 20 anos de sucesso do grupo em versões “acústicas” para seus maiores hits, além de novas canções compostas especialmente para o projeto.

No repertório, clássicos como “Dias Melhores”, “Amor Maior”, “Só Hoje”, “Do Seu Lado”, “O Que Eu Também Não Entendo”, “O Vento”, “Fácil”, “Vem Andar Comigo”, “Dentro De Um Abraço”, “Blecaute”, “Mandou Bem”, “As Dores Do Mundo”, “Encontrar Alguém”, “Sempre Assim”, entre outros sucessos, totalmente repaginados para o formato “acústico”, além das recentes faixas como “Morrer de Amor” (parceria com Alexandre Carlo – Natiruts), “Você Precisa de Alguém” (com Marcelo Falcão), “A Vida e Outras Histórias” (parceria com Leoni) e “Pra Quando Você Se Lembrar de Mim” (Wilson Sideral), escolhida para ser o primeiro single do projeto, que já soma mais de 25 milhões de views e plays nas principais plataformas digitais.

Com a mesma formação desde sua criação em meados dos anos 90, o Jota Quest de Rogério Flausino (voz), Marco Túlio Lara (Guitarra), PJ (baixo), Paulinho Fonseca (bateria) e Márcio Buzelin (teclados), segue como uma das mais queridas e ativas bandas do pop-rock nacional e promete ao público uma grande e emocionante apresentação para brindar a excelente fase.

NANDO REIS – Nando Reis traz o show do seu disco “Jardim-Pomar”, produzido de maneira totalmente independente pelo próprio artista. Gravado praticamente em duas cidades – São Paulo e Seattle, nos Estados Unidos – o disco conta com o produtor americano Jack Endino, que já trabalhou com bandas como Nirvana, Soundgarden e os Titãs. No show, que tem a direção de Roger Velloso, o público poderá conferir as músicas do álbum, como “Só Posso Dizer”, “Azul de Presunto”, “Pra Onde Foi”, “Inimitável”, entre outras. O cantor também não deixa de lado os grandes sucessos de sua carreira, como “Os Cegos do Castelo”, “Sou Dela”, “All Star”, “O Segundo Sol”, “Relicário” e “Marvin”.

Durante o show, o público poderá ouvir sons pré-gravados (conversas, vozes, sons mecânicos, rotina, cotidiano, passos e bastidores) que dialogam com a performance de Nando e sua banda.

FREJAT – Frejat chega para o festival com a força da guitarra e a energia rock’n’roll que o acompanha há anos. Entre as músicas que irão embalar estão canções, fruto de parcerias com grandes compositores como, Mauro Santa Cecilia, Mauricio Barros e Cazuza: “Segredos”“Amor Pra Recomeçar”, “Homem Não Chora”“Todo Amor” e “Por Você”, entre outras.

São 37 anos de carreira divididos entre uma estrada solo e uma das mais populares bandas de rock do Brasil. Ao lado do Barão Vermelho, Roberto Frejat lançou 18 discos – entre registros de estúdio e ao vivo – e diversos sucessos. Paralelo ao projeto que dividiu com o amigo Cazuza, ele iniciou em 2001 uma carreira solo que rendeu quatro discos e alguns singles.

Os Paralamas do Sucesso – Os Paralamas do Sucesso de Herbert Vianna (voz e guitarra), Bi Ribeiro (baixo) e João Barone (bateria e vocais) trazem o show do disco “Sinais do Sim”. Com concepção artística dos Paralamas e José Fortes, direção de imagens de Batman Zavareze e design de iluminação de Marcos Olívio, a banda apresenta seus grandes sucessos, como “Alagados”, “Meu Erro”, “Uma Brasileira”, além de canções que estavam há muito tempo fora do repertório, “O amor não sabe esperar”, “Mr. Scarecrow” e “Capitão de Indústria” de Marcos e Paulo Sérgio Valle. Sinais do Sim é um álbum que, de certa forma, resume a história dos Paralamas, já que há ali muitos elementos que marcaram seus 30 anos. Tem o reggae, ritmo que sempre esteve ligado ao repertório deles; há uma canção em espanhol, que representa a aproximação que eles têm do mercado hispânico, e tem rock’n’roll no álbum, claro.

CAPITAL INICIAL – Com uma história extremamente consolidada no rock nacional, o Capital Inicial é uma das poucas bandas do gênero que iniciou suas atividades na década de 80 e ainda se mantém ativa e atual. Dinho e companhia – Yves Passarell (violão), Flávio Lemos (baixo), Fê Lemos (bateria) e mais Fabiano Carelli (violão) e Robledo Silva (teclado) – chega com grandes novidades no Prime Rock Brasil. Na bagagem a nova turnê “Sonora”, que vem pela primeira vez a Curitiba. Com iluminação e cenário inéditos, a banda chega a capital paranaense para apresentar seu mais novo projeto e tocar os grandes hits de sua carreira. As novas música de trabalho também não faltarão no repertório. “Os fãs do Capital sempre estão abertos a ouvir as novidades. Por isso que conseguimos nos reinventar a cada disco lançado. Isso é ótimo porque temos a oportunidade de agradar os nossos seguidores e conquistar o coração de cada vez mais pessoas”, analisa o vocalista Dinho Ouro Preto.

O público terá a oportunidade de ouvir “Primeiros Erros”, “A Sua Maneira”, “Natasha”, “Olhos Vermelhos”, “Música Urbana”, “Veraneio Vascaíno”, entre outros grandes hits. “Sempre é bom tocar as boas e velhas canções de rock n roll que lançamos na nossa história. Elas fazem parte da nossa vida e da dos fãs também. Então não vamos deixar de fora. Podem ter certeza disso”, finaliza Dinho.

SERVIÇO:
PRIME ROCK BRASIL – Humberto Gessinger, Nando Reis, Frejat, Os Paralamas do Sucesso, Capital Inicial, Jota Quest e O Rodo
Patrocínios: Copel Telecom, Ford Center e Barigui, My Mob e Cachaça Gouveia
Realização: Prime
Quando: 
08 de dezembro de 2018 (Sábado)
Local: Pedreira Paulo Leminski (R: João Gava, s/n)
Horários: Abertura dos portões: 12h / Início dos shows: 16hs
Duração do show: 
cerca de 9h
Ingressos: 
custam a partir de R$135,00, de acordo com o setor.
PISTA –R$135,00 (meia-entrada) e R$260,00 (inteira);
CAMAROTE– R$310,00 (meia-entrada) e R$610,00 (inteira);
IN STAGE –R$610,00 (meia-entrada) e R$1.210,00 (inteira).
Clientes CLUBE PRIME possuem 50% de desconto na compra de até 2 ingressos por associado.
**Promoções não cumulativas com descontos previstos por Lei.
***Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.
****Já está incluso o valor de R$10,00 de acréscimo por bilhete referente à taxa de administração Disk Ingressos
É obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário, na compra do ingresso e na entrada do teatro.
Forma de Pagamento: Dinheiros e cartões de crédito/débito Elo, MasterCard, American Express, Visa, Diners Club e Hipercard em até 3x.
Pontos de Venda: Disk Ingressos (Loja Palladium – de segunda a sexta, das 11h às 23h, aos sábados, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h, –  e quiosques instalados nos shoppings Mueller e Estação – de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 20h)Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22h, e aos domingos, das 9h às 18h) e Online:  www.diskingressos.com.br.
**Entrega em domicílio com taxa de entrega.
Classificação etária: 18 anos. De 16 a 18 anos acompanhados de um maior responsável. De 12 a 14 anos apenas com Pai ou Mãe ou Responsável Legal.
Informações p/ o público: (41) 33150808 / www.maisumadaprime.com.brJota Quest, Humberto Gessinger, Nando Reis, Frejat, Os Paralamas do Sucesso, Capital Inicial e O Rodo ao maior palco da América Latina, à Pedreira Paulo Leminski

500 páginas da história de Planet Hemp

A banda carioca Planet Hemp comemora 25 anos de carreira. Para marcar a data, uma série de ações comemorativas são realizadas, entre elas o lançamento da biografia completa e autorizada “Planet Hemp: mantenha o respeito” (Editora Belas Letras), que relembra esta trajetória em detalhes no decorrer de quase 500 páginas. O livro é fruto de uma longa pesquisa do escritor, jornalista, gestor cultural e quadrinista Pedro de Luna, autor de outros oito livros como “Brodagens”, “coLUNAs”, “Niterói Rock Underground 1990-2010” e “Histórias do Porão” – sobre o festival Porão do Rock.

O livro sobre o Planet Hemp será lançado em Curitiba neste sábado, dia 1/12, na Mega Grow (Av. Manoel Ribas, 3946, no bairro Cascatinha). Quem comprar o convite antecipado, participará de um evento exclusivo, (Planet Hemp Day) das 16h20 às 20h, com presença do autor Pedro de Luna, que fará a palestra “Planet Hemp Antes da Fama”, sobre as origens do grupo, seguida de um bate-papo com os jornalistas Abonico Smith (Mondo Bacana) e Digão Duarte, que falarão sobre as conexões da banda com Curitiba. A discotecagem no local ficará por conta do DJ Schasko (que há 9 anos realiza o programa de rádio Smoking Time 4:20, além da festa Funk You, há 10 anos).

O convite, no valor de R$ 120,00 também dá direito a adquirir o  livro autografado pelo autor, participar de um coffe break, consumir cerveja artesanal e a ganhar descontos em produtos da loja Mega Grow, que é especializada em cultivo Indoor e Outdoor, com tudo o que é necessário para a prática, de insumos a equipamentos e acessórios. Após as 20h, o evento será aberto ao público não pagante, que poderá adquirir o livro de forma avulsa.

Primeira biografia da banda com quase 500 páginas

“Planet Hemp: mantenha o respeito”, de Pedro de Luna, é uma biografia de respeito. São 496 páginas contando toda a história do Planet Hemp, desde a origem dos seus integrantes no Rio de Janeiro até o momento atual, passando a limpo todos os 25 anos de carreira.

Fruto de muita pesquisa nunca realizada, o livro tem um mapa chamado “Localize Já” com os lugares que a banda frequentava no Rio de Janeiro dos anos 1990 e uma cronologia extensa com as datas e locais de shows e momentos marcantes, como prêmios, encontros, gravações e a prisão em Brasília em 1997.

A obra conta com depoimentos dos integrantes e ex-integrantes, além de jornalistas, músicos, empresários, amigos e produtores, como o falecido Carlos Eduardo Miranda. Ilustrado com fotos raras e inéditas, o leitor vai prender a respiração até não conseguir mais parar de ler.

Além desta biografia, o 25 anos do Planet Hemp são comemorados também com o relançamento pela Deck Disc do primeiro disco da banda, “Usuário” (Sony, 1995) no formato de fita cassete, do filme “Legalize Já” (sobre a amizade entre Marcelo D2 e Skunk antes de formarem a banda) e do projeto transmídia “Amar É Para Os Fortes” de Marcelo D2. Além disso, está no ar a campanha de crowdfunding para viabilizar a biografia do MC, produtor e baixista Speed, que foi do Planet Hemp e fez dupla com Black Alien (www.catarse.me/eusouspeed).

Serviço:

Planet Hemp Day – Lançamento da biografia “Planet Hemp: mantenha o respeito” com presença do autor Pedro de Luna
Data: 1/12 (sábado)
Horário: evento exclusivo mediante convite a partir das 16h20. Após as 20h, aberto ao público não pagante.
Convite: R$ 120 (com direito a adquirir o livro autografado, assistir à palestra, participar do bate-papo, usufruir do coffe break e cerveja artesanal e ganhar descontos em produtos da loja)

Local: Mega Grow (Av. Manoel Ribas, 3946 – Cascatinha)
Informações e venda antecipada de convites: (41) 3308-8673 e www.megagrow.com.br

45 ANOS DE CHORO E SERESTA EM CURITIBA

A música curitibana está em festa: o Conjunto Choro e Seresta, que alegra as manhãs de domingo na feirinha do lado da ordem, comemora seu aniversário no próximo domingo dia 02/12, em uma Roda de Choro com a presença de diversos músicos locais. O grupo é considerado um cartão postal da capital paranaense. Em 1973, depois de assistir uma apresentação do Conjunto Choro e Seresta no Teatro Paiol, o prefeito de Curitiba Jaime Lerner convidou o grupo a se apresentar na “feirinha hippie”, na região histórica da cidade. Dede então, há 45 anos ininterruptos o grupo se apresenta na praça Garibaldi, ao lado do relógio das flores, no tradicional “chorinho da feira do largo da ordem”, evento que se tornou o ponto de encontro dos músicos e amantes do Choro na cidade.

Continue reading “45 ANOS DE CHORO E SERESTA EM CURITIBA”

Tuyo canta “Pra Curar” a alma

Quem conhece a trajetória dos integrantes do trio Tuyo certamente não se surpreendeu com a qualidade do novo disco, “Pra Curar”. Os integrantes do trio já tocavam juntos muito antes de assim se chamarem, ainda quando a banda Simonami tocava nos teatros e bares de Curitiba e a qualidade que emanavam já tocava a alma de quem os apreciava.

A banda tinha um público fiel, que os seguia onde quer que estivessem. Dentre os integrantes estavam a Lilian Soares, Layane Soares e Jean Machado, ambos agora compõe o Tuyo.

O trio marcou o país antes mesmo de ser oficialmente conhecido como trio, e conquistou o apreço que era regional em escala nacional, tanto pela melancolia das letras e notas entoadas com muito sentimento, quanto pelas incríveis vozes de Lilian e Layane Soares que participaram do The Voice Brasil em 2016.

Esse é o primeiro disco completo do grupo, que lançou um EP no ano passado, segundo Lio “o EP nasceu com uma promessa de continuidade. Sinto que estamos completando esse movimento, aterrando e fechando um ciclo para ter a chance de abrir outro”.

E se você se pergunta do que fala essa nova obra, a própria Lio conta que “é um disco de proteção, sobre autoconhecimento e consciência, do nosso jeito mais honesto de fazer música”. E é com esse espírito que Tuyo nos embala nos mais de 37 minutos de obra.

“Exploramos lugares diferentes, tem uma pesquisa de timbres, sensações e ambientes que queremos mostrar. O disco marca um momento, mas é uma ‘roupa’ e não algo determinante”, comenta Machado.

“Consigo enxergar nós três separados e, ao mesmo tempo, a triunidade que perpassa a gente. Estamos falando sobre coisas semelhantes, de perspectivas distintas. É um trabalho poderoso, que tem certa agressividade e atravessa, mas com muita ternura”, analisa Lay.

Com produção musical assinada por Gianlucca Azevedo (Jan) e Pedro Soares (Jack), o álbum tem referências que passam pelo folk e vão desde o lo-fi hip hop até o synth pop. Incorporando guitarra e outros elementos, o trabalho mantém a essência da Tuyo enquanto aponta para novas estéticas.

Para os próximos shows, a Tuyo propõe um repertório híbrido de transição, dialogando com o “Pra Doer” e o “Pra Curar” em apresentações conhecidas por despertar a vulnerabilidade sem perder de vista a leveza. No próximo ano, o trio também prevê a concepção de um álbum inédito, resultado da recente aprovação no edital Natura Musical. O trio representa um dos 50 projetos selecionados para integrar o programa em 2019, dentre 2.617 inscrições de todo o país, considerando artistas, bandas e coletivos. Continue reading “Tuyo canta “Pra Curar” a alma”

Mês da Consciência Negra abre exposição sobre Odelair Rodrigues

O Mês da Consciência Negra, promovido pela Secretaria de Estado da Cultura (SEEC), inaugura na próxima quinta-feira (8) a exposição “Odelair Rodrigues”. A mostra reúne cerca de 60 fotografias e documentos que fazem uma homenagem à carreira de Odelair, uma das grandes artistas das artes cênicas do Paraná. A abertura acontece no hall da SEEC, às 17h30, com entrada gratuita.

Odelair venceu o duplo preconceito por ser negra e mulher. Sempre combateu a discriminação ao longo da vida e conquistou destaque nacional como atriz, sendo uma das pioneiras da televisão paranaense, rádio e cinema. As fotos da mostra foram selecionadas a partir do Arquivo Público do estado do Paraná, do acervo da jornalista Rosirene Gemael e do periódico “TV Programa” e traçam uma linha do tempo da carreira da atriz. Além de imagens, documentos pessoais e reportagens ajudam a contar essa história.

Programação

Diversos eventos no Paraná acontecem pelo Mês da Consciência Negra, que celebram o Dia Nacional da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro. São 92 atividades como oficinas, palestras, debates e shows que colocam a questão do negro, do preconceito e do papel dele na sociedade no centro das discussões. Confira aqui programação completa.

Serviço
Abertura da exposição “Odelair Rodrigues”
08 de novembro, às 17h30
Hall da SEEC – Rua Ébano Pereira, 240- Curitiba/PR
Fonte: SEEC

Pabllo Vittar em Curitiba

Depois dos sucessos dos hits “K.O.”, “Nêga” e “Corpo Sensual” – música que chegou a ser a mais tocada no Spotify Brasil -, Pabllo Vittar vem para a capital paranaense com mais uma novidade que promete fazer os fãs dançarem e cantarem muito: no dia 30 de novembro, sexta-feira, Curitiba recebe a “Festa da Pabllo” no Spazio Van. A festa faz parte da NPN Tour (referência a “Não para não”, segundo álbum de Pabllo Vittar).

Com o símbolo da diversidade e repleta de convidados especiais, a festa tem como objetivo levar a representatividade de Pabllo Vittar para rodar o país. A festa já passou por Uberlândia e Rio de Janeiro e levou ao palco nomes como Lia Clark, Gloria Groove, Mulher Pepita e Preta Gil.

Esse evento é um sonho realizado e dá voz a um time de mulheres e amigas que estiveram ao meu lado desde o início da carreira. A Festa da Pabllo celebra a representatividade com muita música e diversão. Estou muito feliz por mais uma conquista. E se preparem que ainda é só o começo, manas. Vem com a gente se divertir muito”, diz Pabllo Vittar, que promete hits e muitas músicas dos dois álbuns.

Serviço:
Festa da Pabllo l Curitiba
Quando: 30 de novembro
Onde: Spazio Van Shows e Eventos – Linha Verde, 14934 – BR 116
Ingressos online já disponíveis: www.eventbrite.com.br

Continue reading “Pabllo Vittar em Curitiba”