fbpx

Como o conflito armado na Ucrânia pode afetar os seus investimentos – e o seu bolso

Como o conflito armado na Ucrânia pode afetar os seus investimentos – e o seu bolso
Foto: Reprodução / Gabinete do presidente da Ucrânia

Olá querido leitor/querida leitora! As forças armadas russas invadiram o estado ucraniano a partir de sua fronteira leste, seguido de outras frentes de batalha ao norte e sul do país. No momento em que escrevo, soldados de ambas as nações continuam a se enfrentar, marcando o início de uma crise geopolítica sem precedentes no século XXI. Nesta coluna, vamos discorrer sobre como esse conflito bélico pode afetar a sua carteira de investimentos e o seu bolso. Todas as minhas colunas anteriores podem ser acessadas nesse link aqui.

Ainda que depois do ocorrido tudo pareça óbvio, a meses as diplomacias europeias já sinalizavam que um conflito de grandes proporções era provável na região. De um lado, o presidente russo Vladimir Putin posicionava uma grande quantidade de poderio militar ao longo da fronteira com a Ucrânia, das regiões pró-Rússia de Donetsk e da Criméia, e do seu aliado histórico na Bielorrússia. Do outro, o próprio estado ucraniano flertava constantemente com os aliados da Otan, não escondendo seu desejo se se aproximar cada vez mais do ocidente desde a revolução Euromaidan de 2014.

Como resultado do início do conflito, os ativos de renda variável amanheceram em grande volatilidade: o Ibovespa chegou a cair 2,5%, o bitcoin caiu 10%, o dólar disparou, e vários outros índices acionários também sofreram. Entretanto, ao fim do dia, com o discurso do presidente americano Joe Biden repelindo, em um primeiro momento, uma resposta armada que escalasse ainda mais as tensões, parte das perdas foram reduzidas – o fechamento do Ibov teve variação negativa de apenas 0,37% em relação ao dia anterior.

 Como já comentamos em diversas outras vezes, prever o futuro não faz parte das habilidades de um investidor sábio, mas sim a preparação contra as adversidades. O conflito no leste europeu, ainda que longe do fim, serviu para mostrar novamente que uma carteira diversificada é adequada para diversos cenários. Se você possui dólar ou ouro entre os seus ativos, as suas quedas percentuais foram amortecidas no dia de hoje. Outro ativo que pode ter adicionado valor foi o petróleo; embora suas novas máximas irão provavelmente afetar o preço da gasolina e dos demais produtos de consumo dos brasileiros, ETF’s e empresas ligadas à commodity podem ter contribuído no resultado final dos seus investimentos.

Ressalto que a análise anterior é estritamente ligada ao mundo dos investimentos. Pessoalmente, espero que o conflito se resolva da maneira mais rápida possível, terminando com o sofrimento de milhares de ucranianos envolvidos em uma briga que não tiveram culpa alguma. A paz e o diálogo são sempre o melhor caminho, e decisões tomadas por políticos, ainda mais aqueles autoritários, só trazem a desgraça e perdas de vidas de forma injustificada.

Até a próxima semana!

Henrique Costa

Henrique Costa é engenheiro eletricista formado pela UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Atua no setor industrial e de energias renováveis há cerca de 10 anos. Entusiasta do mundo dos investimentos, aprendeu desde cedo que poupar e investir é um dos melhores caminhos para se atingir os objetivos da vida. No Regra dos Terços é autor da coluna “Pra que investir?”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: