CONHEÇA AS PROGRAMAÇÕES DO EVENTO BRASÍLIA – CIDADE ORGULHO DESTE ANO

No segundo ano consecutivo sem a tradicional Parada LGBT, devido a pandemia de covid-19, o coletivo Brasília Orgulho realizará ações em Brasília para comemorar o dia Dia Internacional do Orgulho LGBT, celebrado em 28 de junho, com intervenções artísticas e distribuição de cestas básicas. “Vamos fazer intervenções urbanas em espaços abertos pela cidade em que a pessoa pode tirar uma foto”, contou co-coordenador do projeto, Welton Trindade em entrevista às jornalistas Kelli Kadanus e Eline Carrano. 

A parada LGBT do Distrito Federal é organizada pelo coletivo. Segundo Welton Trindade, o evento gigantesco é o terceiro maior do país e acontecia todos os anos antes da pandemia nas ruas e avenidas do DF. Com a pandemia de covid-19 o evento teve que ser remodelado para atender as normas de segurança sem deixar de lado a comemoração.

“Temos a necessidade de celebrar o orgulho, passar essa mensagem de fortalecimento para que cada LGBT seja quem ele é. A palavra orgulho vem disso. Não é soberba, não é nada disso. É orgulho contrário a vergonha. Eu não tenho vergonha de ser gay, lésbica, travestir, bisexual, transsexual, eu tenho orgulho de ser quem eu sou”, disse. 

As intervenções estão espalhadas na Capital Federal.  Dentre elas estão uma escada toda colorida de 20 metros de comprimento da Torre de TV, pórticos de 2,5 metros de altura em ponte e pista de pedestres de 50 metros de comprimento em arco-íris no Parque da Cidade, molduras grandes em pontos tais como Ponte JK e Museu da República, e iluminação do Palácio do Buriti.

Se você é ou está em Brasília aproveite e faça uma visita aos pontos onde estão os arco-íris. Ao todo são 10 lugares com as intervenções que estarão expostos até 28 de junho, próxima segunda-feira. 

“Para cada lugar a gente deu um nome. No Parque da Cidade, a gente tem o Portal do Vale, que são barcos que ficam na ponte do estacionamento 10, são arcos de sete metros de altura por três e meio metros de largura. No estacionamento 13 tem a Trilha dos Unicórnios é a maior pista LGBT que o Brasil já viu, 76 metros”, explicou Welton.

Ficou curioso? Então aproveita o fim de semana e dá uma passadinha por lá, tire uma foto e marque o @brasiliaorgulho.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: