QUEIROGA DIZ QUE 10 PROFISSIONAIS DE HOTÉIS QUE ATENDEM COPA AMÉRICA ESTÃO COM COVID

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta segunda-feira (14) que dez profissionais de hotéis em Brasília que estão atendendo as seleções que disputam a Copa América estão com Covid-19. O ministro negou que as infecções tenham relação com a competição, que recebe delegações de diversos países, mesmo em um momento crítico da pandemia.

“Esses que estavam prestando serviços no hotel não quer dizer que adquiriram Covid com os jogadores ou integrantes da comissão técnica”, disse Queiroga.

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Jogadores e parte da comissão técnica da Venezuela também testaram positivo para Covid-19, no fim de semana. Nesta segunda, Queiroga confirmou que também há casos confirmados na seleção da Colômbia (um caso) e da Bolívia (dois casos).

Mesmo com os casos de Covid-19 já registrados, o ministro da Saúde voltou a defender a realização da competição. “Já foram realizados vários testes, algo que nós estamos muito seguros em relação a essa política de testagem e à segurança da competição”, afirmou. “O jogador quando vai ao estádio está usando equipamento de proteção individual, os jogadores reserva não ficam no banco de reservas, eles ficam nas arquibancadas com o devido distanciamento”, afirmou.

Assista: Menos pão e mais circo: Bolsonaro nega prorrogar auxílio e libera Copa América

No período que o Brasil se aproxima dos quase 500 mil mortos pela covid-19 e mais de 16 milhões de infectados pela doença, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) aceitam o pedido da Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL) para que o país seja sede da Copa América. O anúncio foi feito no início de junho. 

Indo contra todas as indicações de médicos e especialistas, o governo federal aprovou a realização da Copa América no Brasil, um dos países que mais registra mortes por covid-19 e com uma crescente de novas infecções e registros de novas variantes, como a conhecida e letal cepa indiana. O convite da CONMEBOL veio após a Argentina e a Colômbia se recusarem a fazer o evento devido a pandemia de coronavírus. 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: