6 DADOS PARA ENTENDER A SITUAÇÃO DO GOVERNO BOLSONARO

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) passa pelo pior momento desde a posse, em janeiro de 2019. Mais da metade dos brasileiros afirmam que a gestão do presidente é ruim ou péssima, o apoio ao impeachment tem crescido, a percepção de corrupção no governo aumentou e a maioria dos eleitores considera Bolsonaro falso, incompetente, autoritário e desonesto.

As pesquisas divulgadas pelo Datafolha nos últimos dias ajudam a fazer um raio-x do governo, que tem sido pressionado cada vez mais pela opinião pública e pela CPI da Pandemia, no Senado. No Anexo V desta semana, Kelli Kadanus, do Regra dos Terços, e Rogério Galindo, do Plural, analisam os dados e o que eles significam para o presidente.

Veja abaixo os principais dados que ajudam a entender a situação do governo Bolsonaro:

1) Recorde de reprovação desde a posse de Bolsonaro

Bolsonaro tem o recorde de rejeição desde que assumiu o cargo, em 2019, segundo o Datafolha. A reprovação ao governo subiu de 45% em maio para 51% na primeira semana de julho.

A aprovação à gestão, entre maio e julho, ficou estável, em 24%, e o crescimento de sua avaliação negativa veio com a queda do percentual dos que classificam seu governo como regular, de 30% para 24%.

2) Cresce o apoio pelo imeachment

O instituto também mostra que, pela primeira vez, mais da metade dos brasileiros (54%) defende o impeachment. Outros 42% afirmam que o Congresso Nacional não deveria abrir um processo de impeachment contra o presidente. 

O impeachment vem sendo pedido em manifestações organizadas por partidos de esquerda e movimentos sociais. Duas manifestações já foram registradas com atos em todos os estados brasileiros. Grupos que se declaram liberais, como o MBL e o Vem Pra Rua, também organizam uma mobilização nacional para setembro para pedir o impeachment de Bolsonaro.

3) As competências de Bolsonaro

A gestão de Bolsonaro chegou ao recorde de reprovação em julho, mas as competências pessoais do presidente também começaram a ser questionadas pelos brasileiros, como mostra o Datafolha.

Segundo as últimas pesquisas divulgadas pelo instituto, 55% dos brasileiros consideram Bolsonaro falso; 59% incompetente; 66% autoritário; e 52% desonesto.

4) Bolsonaro e a corrupção

O presidente foi eleito com um forte discurso anticorrupção e chegou a dizer que a Lava Jato teria acabado por não existir mais corrupção no governo federal. Mas essa não é a percepção majoritária entre os brasileiros.

Para 70% dos eleitores, há corrupção no governo Jair Bolsonaro. Para 63% dos brasileiros, houve corrupção por parte do governo na compra de vacinas e para 64%, Bolsonaro sabia das suspeitas de corrupção. Além disso, 56% dos entrevistados pelo Datafolha acreditam que a corrupção no governo vai aumentar.

5) Militares e Bolsonaro

Outra característica do governo é a militarização de cargos políticos. Bolsonaro usa essa estratégia desde o início do governo, em 2019, apesar de ter precisado ceder alguns cargos para o centrão para conseguir manter a governabilidade.

Mas os brasileiros não parecem concordar com a estratégia. 58% dos entrevistados dizem que militares não deveriam trabalhar em funções da administração pública. Além disso, 62% dos brasileiros acham que militares não devem participar de atos políticos.

6) Reeleição cada vez mais difícil

Bolsonaro já admitiu que vai disputar a reeleição – mesmo tendo prometido em 2018 que não disputaria um novo mandato caso fosse eleito. Mas as últimas pesquisas indicam que ele pode ter dificuldade para consolidar o plano.

No último Datafolha, o ex-presidente Lula (PT) aparece com 46% das intenções de voto. Já Bolsonaro tem 25%. Em um eventual segundo turno entre os dois, Lula teria 58% e Bolsonaro, 31%.

O presidente também aparece com uma rejeição de 59% do eleitorado, enquanto o petista tem 37% de rejeição.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: