DE ELLEN PAGE PARA ELLIOT PAGE

Olá querides companheiros e companheiras!

Hoje, o além da sigla vem trazer a história de um ator famoso de Hollywood. Elliot Page como hoje é chamado. É um ator Canadense de 34 anos que ficou bastante conhecido em papéis importantes do cinema mundial. Nascido Ellen Page, começou a atuar em peças da escola com apenas 4 anos e com 14 anos conseguiu o papel de Treena Lahey numa série canadense chamada “Park Boys”.

Desde cedo seu talento era notável, por isso seus pais nunca duvidaram que a sua vida seria entorno do mundo da arte. O ator ficou conhecido em vários papéis femininos, entre eles interpretou uma adolescente grávida e engenhosa em Juno, filme de 2007. Fez participação na franquia de X-MEN e em 2019 começou a atuar na série The Umbrella Academy.

Reprodução: Adoro Cinema

Elliot já era militante da comunidade LGBTQIA+ há bastante tempo. Namorou algumas artistas e se casou com a dançarina Emma Portner em 2018, mas se separaram em 2020. Anteriormente declarava se lésbica e teve relacionamentos com algumas garotas no decorrer da sua vida. O talento do ator é inquestionável e tê-lo como espelho de uma carreira de sucesso é de um orgulho gigante para a comunidade LGBTQIA+.

Na conferência Time to Thrive, em fevereiro de 2014, quando ainda se apresentava como mulher, Elliot assumiu ser homossexual. Em frente à jovem plateia LGBT em Las Vegas, Elliot disse as frases: “Me cansei de esconder, e me cansei de mentir por omissão. Estou aqui hoje porque sou gay, e porque talvez eu possa fazer a diferença” e “Eu sofri durante anos, porque estava com medo de sair do armário. Meu espírito sofreu, minha saúde mental sofreu, meus relacionamentos sofreram. E eu estou aqui hoje, com todos vocês, no outro lado da dor.”

Depois que se auto declarou um homem trans, a internet foi á loucura e causou um grande alvoroço no mundo do cinema.  “Agora, mais do que nunca, é muito importante que nossas vozes sejam amplificadas e representadas no cinema e na mídia, e que as pessoas sejam capazes de ouvir as nossas histórias.” disse ele

O ator será homenageado pelo Outfest Los Angeles Film, por seus serviços prestados a comunidade LGBTQIA+. Page também foi indicado ao Oscar 2021 irá receber o prêmio Outfest Annual Achievement Award, de acordo com informação da revista Entertainment Weekly.

Fora das câmeras o artista também esbanja talento, ele é responsável por criar e produzir a série documental “Gaycation” que recebeu duas indicações ao Emmy. Após revelar ser um homem trans, Elliot se tornou a primeira pessoa trans a estampar a capa da revista Time, e em entrevista ele declarou que jamais esperaria se tornar ícone de representatividade trans com tamanha fama mundial.

Em 2008, foi uma das 30 celebridades que participou de uma série de anúncios online para U.S. Campaign for Burma, pedindo o fim da ditadura militar na Birmânia. Em 2008, se declarou como sendo feminista. Sempre esteve ligado á lutas de minorias, mulheres, comunidades LGBTQIA+ e contra desigualdades, é, portanto, um ator engajado e militante de várias causas.

A história de vida de Elliot mostra mais uma vez o quão importante é a representatividade, seja no cinema ou em qualquer lugar. Hoje Ellen é Elliot, nasceu Ellen pra sociedade, mas renasceu Elliot dentro de si. É preciso que saibamos respeitar os processos de cada pessoa, para que ela tenha essa liberdade de ser quem ela realmente é, e para que tenha seus espaços respeitados e adquiridos. Nem todo homem trans teve a sorte que Elliot teve de ser saudado por suas descobertas pessoais, nem toda mulher trans teve este espaço pra se entender. A nossa luta é para que no futuro todos nós possamos enxergar essas pessoas como pessoas não só de coragem, mas que isso seja recorrente, e que isso seja comum.

Elliot Page é uma inspiração, e que a gente ainda tenha muitos outros por aí.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: