fbpx

DESIGUALDADE: RISCO DE MORTE  POR COVID-19 É MAIOR PARA HOMENS NEGROS

DESIGUALDADE: RISCO DE MORTE  POR COVID-19 É MAIOR PARA HOMENS NEGROS
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Uma pesquisa do realizada pelo Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), mostrou que o risco de morte causada por complicações da covid-19 é maior em homens negros e mulheres brancas e negras do que em homens brancos. A pesquisa aponta que a mortandade entre pessoas negras é maior e independe do status social.

Com base nos dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, os pesquisadores analisaram informações de 67,5 mil pessoas mortas em 2020 em decorrência da covid-19, que tinha idades entre 18 e 65 anos e ocupavam algum cargo profissional. A amostra representa um terço de todas as mortes causadas pela doença. 

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Em entrevista à Folha de S. Paulo, o pesquisador do Cebrap, Paulo Ian Prates, disse que os dados surpreenderam até mesmo o grupo de estudos. “Pensávamos que a mortalidade dos negros era maior porque trabalhavam em atividades mais expostas ao vírus, mas nem sempre isso é verdade”, declarou. 

De acordo com os resultados, os pesquisadores concluíram que o alto risco de morte está ligado às desigualdades de gênero e raça, mesmo para aqueles que ocupam cargos com salários mais altos. Para Ian Prates, os dados sugerem que mesmo que os negros ascenderam profissionalmente continuam expostos a fatores de risco que aprofundam desigualdades.

“O fato de o risco ser maior até para os que exercem profissões de nível superior como essas mostra o tamanho da nossa tragédia”, disse à Folha. O índice de morte para homens negros e alto em quase todas as atividades registradas no SIM, no entanto, é maior para advogados (43%) e engenheiros e arquitetos (44%). 

Para mulheres negras, o risco de morte para as que trabalham em serviços domésticos é 112% maior do que para homens brancos. Em comparação com mulheres e homens brancos, a porcentagem reduz para 73%, porém ainda é altíssima. Dentre as hipóteses apontadas pelo estudo, a precariedade do mercado de trabalho, muitas vezes sem vínculo empregatício, por exemplo, é um fator de vulnerabilidade para a população negra.  

Wanessa Alves

Estudante de jornalismo na Universidade de Brasília (UnB) e estagiária no Regra dos Terços. 

One thought on “DESIGUALDADE: RISCO DE MORTE  POR COVID-19 É MAIOR PARA HOMENS NEGROS

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: