fbpx

Ex-esposa de Bolsonaro negocia propina para esconder crimes da família, revela a Veja

Ex-esposa de Bolsonaro negocia propina para esconder crimes da família, revela a Veja
Áudios revelados pela Veja mostram que Ana Cristina Valle está sendo ameaçada por ex-funcionário da família Bolsonaro (Foto: reprodução Veja)

Áudios e mensagens reveladas pela revista Veja mostram que a ex-esposa do presidente Jair Bolsonaro (PL), Ana Cristina Valle, negociou o pagamento de propina para que o ex-funcionário da família, Marcelo Nogueira dos Santos, não revelasse supostas provas do crime de desvio de recursos públicos através da prática de rachadinha.

Segundo o funcionário, ele teria vídeos de Ana Cristina contando maços de dinheiro recolhido do salário dos funcionários e áudios que comprovariam que todo o clã Bolsonaro praticava este tipo de crime. O homem, que ameaça a vida da ex-mulher do presidente, pede R$ 200 mil para não tornar as provas públicas. Em uma tentativa de negociação, Ana pergunta para o homem quais seriam as garantias de que ele cumpriria a sua palavra e não revelaria os crimes da família Bolsonaro caso a propina fosse paga, segundo a Veja. Marcelo responde que a garantia é a palavra dele.

Marcelo foi assessor de Flávio Bolsonaro (PL) de 2003 a 2007, e atual, até ano passado, como chacreiro da família.

Ameaças de morte

Áudios revelados pela revista Veja, mostram Marcelo ameaçando matar Ana Cristina. “Isso agora é uma briga que só vai terminar com a morte dela, com a minha morte ou então o dia que eu ver ela totalmente destruída. Enquanto nada disso acontecer, não sossego. Eu vou catucar, eu vou cavucar o quanto puder, mas não se preocupa que não vai envolver mais ninguém. Não precisa se preocupar com isso, que isso aí já tá uma coisa já acertada. Agora tudo que tenho em tela dela eu vou expor. Ano que vem vai sair
tudo. Eu vou expor todos os segredos que tenho dela sem prejudicar ninguém politicamente, mas os segredos dela vão ser todos expostos, vão ser todos reunidos, todos narrados por mim. Nós vamos fazer um trabalho muito bem feito, entendeu? De bastante impacto. Se ela se candidatar, nós vamos lançar na campanha, entendeu? Então deixa ela lá quieta pensando que eu tô morto, pensando que tudo caiu no esquecimento. E se eu não conseguir abalar a estrutura dela, se isso não acontecer, como te falei, tenho que acabar com essa briga. Eu vou caçar ela no inferno, eu vou acabar com a vida dela. Nem que eu vá parar na cadeia, mas eu vou acabar com a vida dela. Que eu vou matar ela eu vou”, ameaçou o ex-funcionário.

A Veja também revelou que o homem já estaria negociando a divulgação dos áudios com o Jornal Nacional, da Rede Globo, e em negociações com o Ministério Público, além de manter contato com senadores para ter sua segurança garantida.

Ana Cristina disse à revista não temer provas, mas sim pela sua vida.

Leia a reportagem completa da Revista Veja.

Erick Mota

Jornalista com passagem em grandes veículos de comunicação, como RICTV Record, Gazeta do Povo e Congresso em Foco. Foi repórter de rede da Band e Bandnews TV e rádio BandNews FM, em Brasília. Fundador do Regra dos Terços.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: