fbpx

“GENOCÍDIO EU SEI ONDE TEM, NA VENEZUELA”, DIZ XAVIER EM AUDIÊNCIA NA CÂMARA

“GENOCÍDIO EU SEI ONDE TEM, NA VENEZUELA”, DIZ XAVIER EM AUDIÊNCIA NA CÂMARA
Presidente da Funai, Marcelo Augusto Xavier da Silva. Imagem: Agência Câmara/Divulgação.

Nesta terça-feira (11), as Comissões de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) e de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) realizaram uma audiência pública para averiguar as denúncias da Fundação Nacional do Índio (Funai) contra lideranças indígenas contrárias ao governo. O requerimento para realização de audiência e convocação do presidente da Funai, Marcelo Augusto Xavier da Silva, foi assinado pelos deputados professora Rosa Neide (PT-MT), Airton Faleiro (PT-PA), José Ricardo (PT-AM) e Joenia Wapichana (Rede-RR).

A reunião foi solicitada para tratar de denúncias feitas pela Funai à Polícia Federal (PF) contra as lideranças indígenas, Sônia Guajajara e Almir Suruí, da Articulação dos Povos Indígenas (APIB) e da Associação Metereilá do povo Suruí, sob acusação de difamação do Governo Federal. Na última semana, a Justiça Federal ordenou que a PF arquive os inquéritos. 

Questionado sobre essas representações, Xavier disse que a campanha publicada pela Apib em parceria com outras entidades indigenistas, intitulada “Agora é a vez do Maracá”, publicou inverdades sobre dados de mortes dos indígenas causada pela covid-19 em setembro de 2020. 

“O que me levou a fazer essas representações, é que muita das vezes, nós enquanto gestores não podemos transigir com o interesse público. Eu não posso deixar de tomar providência quando eu vejo alguma situação que está induzindo a erro a população brasileira”, disse. 

De acordo com o presidente, à época, haviam sido registradas 416 vidas perdidas para a doença, segundo dados da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) apresentados por Xavier, e não 806 como ditos na publicação feita pela Abib, que acusava o governo federal de genocídio.. 

“Taxa de letalidade do índio: 2,1%. Taxa de letalidade do não indigena: 2,9%. 76% dos indígenas já tomaram a segunda dose, 85% já tomaram a primeira dose. Onde é que tá o genocídio em curso? Genocídio eu sei onde tem, na Venezuela, lá tem genocídio”, disse Xavier. 

Confira os detalhes da reunião:

Wanessa Alves

Estudante de jornalismo na Universidade de Brasília (UnB) e estagiária no Regra dos Terços. 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: