“GENOCÍDIO EU SEI ONDE TEM, NA VENEZUELA”, DIZ XAVIER EM AUDIÊNCIA NA CÂMARA

Nesta terça-feira (11), as Comissões de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) e de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) realizaram uma audiência pública para averiguar as denúncias da Fundação Nacional do Índio (Funai) contra lideranças indígenas contrárias ao governo. O requerimento para realização de audiência e convocação do presidente da Funai, Marcelo Augusto Xavier da Silva, foi assinado pelos deputados professora Rosa Neide (PT-MT), Airton Faleiro (PT-PA), José Ricardo (PT-AM) e Joenia Wapichana (Rede-RR).

A reunião foi solicitada para tratar de denúncias feitas pela Funai à Polícia Federal (PF) contra as lideranças indígenas, Sônia Guajajara e Almir Suruí, da Articulação dos Povos Indígenas (APIB) e da Associação Metereilá do povo Suruí, sob acusação de difamação do Governo Federal. Na última semana, a Justiça Federal ordenou que a PF arquive os inquéritos. 

Questionado sobre essas representações, Xavier disse que a campanha publicada pela Apib em parceria com outras entidades indigenistas, intitulada “Agora é a vez do Maracá”, publicou inverdades sobre dados de mortes dos indígenas causada pela covid-19 em setembro de 2020. 

“O que me levou a fazer essas representações, é que muita das vezes, nós enquanto gestores não podemos transigir com o interesse público. Eu não posso deixar de tomar providência quando eu vejo alguma situação que está induzindo a erro a população brasileira”, disse. 

De acordo com o presidente, à época, haviam sido registradas 416 vidas perdidas para a doença, segundo dados da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) apresentados por Xavier, e não 806 como ditos na publicação feita pela Abib, que acusava o governo federal de genocídio.. 

“Taxa de letalidade do índio: 2,1%. Taxa de letalidade do não indigena: 2,9%. 76% dos indígenas já tomaram a segunda dose, 85% já tomaram a primeira dose. Onde é que tá o genocídio em curso? Genocídio eu sei onde tem, na Venezuela, lá tem genocídio”, disse Xavier. 

Confira os detalhes da reunião:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: