LÁZARO: SERIAL KILLER PROCURADO PELA POLÍCIA SEGUE FORAGIDO

Há dez dias, cerca de 500 policiais militares e civis do Distrito Federal (DF) e do Goiás estão à procura do acusado de assassinar quatro pessoas da mesma família no DF. Além disso, o criminoso carrega uma longa ficha criminal contendo outros assassinatos, sequestros, estupros e roubos. A expectativa era de que as forças de segurança é que ele fosse encontrado e preso ainda nesta quinta-feira (17), mas não aconteceu. No final da tarde de ontem houve mais uma troca de tiros, mas o criminoso continua foragido.

Em 9 de junho, Lázaro Barbosa de Souza, 33 anos, invadiu uma chácara no Incra 9, em Ceilândia (DF), manteve em cativeiro e matou quatro pessoas da mesma família: Cláudio Vidal, 48 anos, e os dois filhos, Carlos Eduardo Vidal, 15 anos, e Gustavo Vidal, de 21. A mãe e esposa, Cleonice Marques de Andrade, 43, foi sequestrada e encontrada morta no Córrego da Cascalheira entre a BR-070 e a DF-180. 

Lázaro roubou um carro em uma chácara e fugiu para a cidade goiana Cocalzinho (GO), onde há nove dias policiais concentram as buscas pelo criminoso. Segundo amigos e familiares de Lázaro, em entrevista ao jornal Correio Braziliense, ele conhece a mata da região muito bem, pois além de ter trabalhado como vaqueiro na região, também costumava fazer armadilhas para capturar animais.

As buscas por Lázaro Barbosa ficaram nacionalmente conhecidas após os últimos crimes cometidos, no entanto, a ficha criminal dele é extensa. O primeiro crime registrado em 2007 foi cometido em sua cidade natal, Barra do Mendes (BA), quando violentou uma jovem e assassinou dois trabalhadores rurais que tentaram defender a vítima. Em 2009, foi preso por roubo e estrupo em uma chácara em Sol Nascente (DF) e enviado para o Complexo Penitenciário da Papuda, no DF.

Após ter sido liberado para o saída de Páscoa, ele não retornou para o presidio e continuou cometendo diversos crimes brutais: estupros, roubos, sequestros e assassinatos. Lázaro também já foi preso mais duas vezes e fugiu da cadeia nas duas situações.

Confira a linha do tempo para entender os acontecimentos:

Ilustração: Eli Nunes/Regra dos Terços

“Nós estamos lidando com um psicopata” 

As buscas, que a princípio estavam acontecendo em Cocalzinho, mudaram para o distrito da cidade, Girassol (GO), após denúncias de moradores que afirmaram terem visto Lázaro nas redondezas. De acordo com a polícia, durante o dia o suspeito fica escondido na mata e a noite sai em busca de comida. Em coletiva de imprensa, nesta quinta-feira (17), o secretário de segurança pública do Estado de Goiás, Rodney Miranda, afirmou que Lázaro está seguindo um modus operandi na fuga e que a polícia já identificou as falhas da fuga.

“Lázaro tá seguindo um padrão, um padrão que nossa inteligência já identificou. Ele está cada dia mais desgastado e cometendo erros. E são nesses erros que vamos pegar ele. Cada aparição dele é um erro. Trocar tiro, ser visto de dia, tudo isso é um erro”, disse.

Miranda, afirmou que as buscas também estão sendo feitas com câmeras com sensores de calor e visão noturna. O secretário afirmou ainda que estão tomando todos os cuidados para manter a segurança dos moradores e tentar capturar o criminoso. “Nós estamos lidando com um psicopata”, disse o secretário. De acordo com o secretário, está prevista a chegada de militares da Força Nacional ainda hoje para reforçar as buscas.

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), divulgou a projeção de disfarces que podem ser usados por Lázaro. As denúncias podem ser feitas através do Disque Denúncia 197 de forma anônima.

Foto: Divulgação/PCDF

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: