fbpx

MANIFESTAÇÕES E MARCO TEMPORAL: CONFIRA A CONJUNTURA DA SEMANA

MANIFESTAÇÕES E MARCO TEMPORAL: CONFIRA A CONJUNTURA DA SEMANA
Fotos: Marcos Corrêa/PR

A conjuntura da semana destaca as manifestações em todos os estados e no Distrito Federal a favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e contra o Supremo Tribunal Federal (STF), alvo de críticas e acusações por parte do presidente e apoiadores do governo. Com retórica dura, Bolsonaro discursou em Brasília e São Paulo e fez críticas contundentes ao STF, principalmente ao ministro do Supremo Alexandre de Moraes, chegando a dizer que não cumpriria decisões tomadas pelo ministro.

No entanto, na tarde de quinta-feira (9), Bolsonaro publicou uma carta à nação afirmando nunca ter tido a intenção de agredir nenhum dos Poderes. Ainda, creditou eventuais excessos em suas falas a circunstâncias momentâneas e fez aceno a Moraes, que presidirá o TSE no ano que vem. 

No segundo dia de retomada do julgamento do Marco Temporal, o ministro Edson Fachin votou contra a tese. O julgamento foi adiado para a próxima semana. Confira os detalhes na Conjuntura Política desta semana:

Conteúdo: Ética Inteligência Política

Votação do novo Código Eleitoral seguirá na próxima semana

A Câmara dos Deputados prosseguirá na próxima semana a votação do Projeto de Lei Complementar do novo Código Eleitoral (PLP 112/21). O texto-base do PLC foi aprovado na sessão do Plenário desta quinta-feira (9).

Ainda nesta quinta-feira (10), a quarentena de cinco anos de desligamento do cargo que seria exigida de juízes, membros do Ministério Público, guardas municipais, militares e policiais para poderem concorrer às eleições a partir de 2026.

Economia: IPCA registra maior variação dos últimos 21 anos

O mês de agosto de 2021, segundo dados oficiais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica (IBGE) registrou a maior variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) dos últimos 21 anos.

A diferença foi de 0,87%, sendo a maior desde o ano 2000. Isso representa 0,09 ponto percentual (p.p), abaixo da taxa de 0,96% registrada em julho.

O IPCA acumula neste ano alta de 5,67% e, nos últimos 12 meses, de 9,68%, acima dos 8,99% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em agosto de 2020, a variação mensal foi de 0,24%.

Gabriel Barreto e Beatriz Falcão

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: