fbpx

Fernanda Melchionna lembra que primeiro ato de Lula em 2002 foi se alinhar com a direita

Fernanda Melchionna lembra que primeiro ato de Lula em 2002 foi se alinhar com a direita
Deputada federal Fernanda Melchionna (Psol-RS)

Uma semana antes de surgir a possibilidade do ex-presidente Lula (PT) se alinhar com o tucano Geraldo Alckmin para o pleito eleitoral de 2022, a deputada federal pelo Psol do Rio Grande do Sul, Fernanda Melchionna, já lembrava em uma conversa para o Podcast Fora de Regra, do Regra dos Terços, que, quando eleito presidente pela primeira vez, uma das primeiras medidas do petista foi justamente se alinhar com aqueles que a esquerda da época combatia.

“No primeiro ano do governo Lula, ele já bota gente de partidos da direita para dentro do governo, já faz aliança com o Zé Alencar, faz a carta pro povo brasileiro. E uma das primeiras medidas é fazer uma reforma da previdência que a gente tinha derrotado no tempo do [governo do presidente] Fernando Henrique [Cardoso] com o mesmo teor”, afirmou a deputada.

No bate-papo também foi abordado o tema de violência política de gênero, assunto que já foi tratado em reportagem especial aqui no Regra. A deputada relembrou quando estava na Câmara Municipal de Vereadores de Porto Alegre, foi alvo de machismo constante. Até sua roupa virou matéria de jornal e tentativa de chacota entre alguns pares, mas ela não se intimidou.

Ainda sobre a mesma temática, Melchionna comentou sobre o caso da deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP), que é – constantemente – alvo de ataques sexistas na internet. “Eu posso discordar em tudo ou em quase tudo da Tabata, mas é inaceitável que ela seja deslegitimada como ser político ou diminuída para ser colocada como um apêndice de um homem”, ponderou sobre as constantes relações que são feitas entre a Tabata e seu namorado, prefeito do Recife, João Campos (PSB).

Durante a gravação do Podcast, Melchionna defendeu sua visão de socialismo e afirmou que é necessário que se mude as regras eleitorais no Brasil. “Porque a eleição, a forma eleitoral dentro da democracia burguesa, leva as regras do jogo para o terreno deles, né? Para eleger a representação deles. Nós precisamos de regras do jogo de fato democráticas”, disse.

Natural de Alegrete (RS), Fernanda é a primeira parlamentar bibliotecária da história da Câmara dos Deputados. Em Porto Alegre, foi vereadora durante 10 anos. É conhecida por ser ferrenha defensora dos direitos das mulheres e mais desfavorecidos. Em 2020 foi candidata a prefeitura da capital gaúcha. Como deputada foi eleita a 13ª Melhor Deputada Federal pelo júri popular e 5ª Melhor Parlamentar pelo júri técnico no Prêmio Congresso em Foco 2020.

Da uma olhada nesse bate-papo que você vai gostar:

Ouça no Sporfy:

Erick Mota

Jornalista com passagem em grandes veículos de comunicação, como RICTV Record, Gazeta do Povo e Congresso em Foco. Atualmente é repórter de rede da Band e Bandnews TV em Brasília. Fundador do Regra dos Terços

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: