fbpx

Moraes prorroga inquérito contra Bolsonaro por fake news sobre vacina

Moraes prorroga inquérito contra Bolsonaro por fake news sobre vacina
Ministro Alexandre de Moraes, do STF (Foto: Alan Santos/PR)

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), prorrogou por mais 60 dias o Inquérito (INQ) 4888, aberto a pedido da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, do Senado Federal, para investigar declarações do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), a respeito da covid-19, como a propagação de notícias falsas sobre a vacina.

A decisão atende a pedido da Polícia Federal (PF), que informou a necessidade de prosseguimento das investigações.

Relatório CPI da Pandemia

O inquérito foi instaurado a pedido da CPI da Pandemia, que, em seu relatório final, apontou a prática de crimes por Bolsonaro e afirmou que as condutas atribuídas ao presidente da República, de propagação de notícias fraudulentas acerca da vacinação contra a covid-19, se utilizam do mesmo modo de operação de esquemas de divulgação em massa nas redes sociais.

Mesmo após o inquérito da CPI, Bolsonaro seguiu falando contra as vacinas e espalhando fake news contra os imunizantes. Em janeiro deste ano, ele disse que as mortes de crianças pela covid-19 no país não justificavam a vacinação, devido aos seus “efeitos colaterais adversos”. Ele falou que os efeitos dos imunizantes nas crianças era uma “incógnita”.

Em outubro de 2020, ele afirmou que para o “governo, qualquer vacina, antes de ser disponibilizada à população, deverá ser comprovada cientificamente pelo Ministério da Saúde e certificada pela Anvisa. O povo brasileiro não será cobaia de ninguém”. Porém, o que Bolsonaro escondeu da população, é que todas as vacinas aplicadas no país foram cientificamente testadas e tiveram suas eficácias comprovadas, assim como receberam certificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Falas como essas foram constantes, e chegaram ápice ao presidente sugerir que as vacinas causavam HIV, o que, por óbvio, é mentira.

Com informações do STF

Erick Mota

Jornalista com passagem em grandes veículos de comunicação, como RICTV Record e Congresso em Foco. Foi repórter de rede da Band, Bandnews TV e rádio BandNews FM, em Brasília. Fundador do Regra dos Terços, é host do Podcast Distraídos.

Deixe uma resposta

7 desafios que um governo de esquerda enfrentará na Colômbia 10 fatos sobre a varíola dos macacos Corpus Christi: uma das festas mais tradicionais do catolicismo Imunização sem polarização Despreparo das polícias no Brasil: qual é o limite da violência na abordagem policial?
%d blogueiros gostam disto: