fbpx

Navio turco é bombardeado, China invade Taiwan e Rússia mantém ataques à Ucrânia

Navio turco é bombardeado, China invade Taiwan e Rússia mantém ataques à Ucrânia
Navio da Turquia é bombardeado próximo à Ucrânia. (Foto: reprodução)

Nesta quinta-feira (24) o mundo mantém estado de tensão com a sequência de ataques da Rússia contra Ucrânia. Um navio da Turquia que estava próximo à Ucrânia foi bombardeado. Enquanto o mundo observava as tensões no leste europeu, a China invadiu o espaço aéreo da Taiwan com ao menos nove caças.

A Força Aérea de Taiwan alertou que oito caças chineses J-16 e um avião de reconhecimento Y-8 foram avistados na região. A invasão acontece menos de 24 horas após o Ministério das Relações Exteriores da China afirmar que Taiwan “não é a Ucrânia” e que a região sempre foi uma parte inalienável da China. Porém, desde 1949, após a Revolução Chinesa, que ocasionou em um golpe de estado e instauração do governo socialista, Taiwan afirma ser independente.

Enquanto as tenções aumentam em Taiwan, um navio cargueiro da Turquia foi bombardeado quando viajava de Odessa até a Romênia pelo Mar Negro. Segundo a NTV, não há registro de mortos entre a tripulação. A Diretoria Geral de Questões Marítimas da Turquia afirma que o navio não pediu nenhuma ajuda.

Não se sabe de onde a bomba veio. De acordo com o canal de notícias e a agência de notícias russa Sputnik, o navio foi atingido quando estava a 92,6 quilômetros ao sul de Odessa, na Ucrânia

A Turquia é membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), aliança militar comandada pelos Estados Unidos.

A Organização tem como objetivo garantir a liberdade e a segurança dos seus países-membros por meio de ações políticas e militares. Caso a OTAN deseje revidar o ataque ao navio de um dos seus membros, o mundo poderá entrar na Terceira Guerra Mundial.

Este já é o terceiro navio atingido perto da fronteira da Ucrânia hoje. Mais cedo, os ucranianos atacaram com misseis dois navios civis russos no Mar de Azov.

Erick Mota

Jornalista com passagem em grandes veículos de comunicação, como RICTV Record, Gazeta do Povo e Congresso em Foco. Foi repórter de rede da Band e Bandnews TV e rádio BandNews FM, em Brasília. Fundador do Regra dos Terços.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: