fbpx

Podcast Distraídos: a dificuldade do TDAH se colocar no lugar do outro

Podcast Distraídos: a dificuldade do TDAH se colocar no lugar do outro

“Solidão não é sobre estar sozinho. Solidão é sobre como você se sente diante das relações interpessoais”, define Erick Mota (@erickmotaporai), co-host do Podcast Distraídos, no episódio #16 do projeto. Por mais que trabalhe com comunicação e tenha adotado ela como forma de vida, sente que às vezes está isolado de tudo e de todos. Essa condição está diretamente associada à condição neurológica de Erick: o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), diagnosticado aos 29 anos. O relato sobre como o TDAH influenciou nas relações do jornalista pode ser conferido na íntegra abaixo.

Pesquisas mostram que, desde a infância, neurodivergentes buscam amizades com pessoas que tenham comportamentos socialmente aceitos. Para Erick, essa constatação científica revela um dos principais hábitos praticados por TDAHs – o masking. “Essa condição de só buscar esse tipo de pessoa tida como “normal” faz com que nós, TDAHs, nos sintamos um pouco mais confortáveis. A gente imagina que vai conseguir mascarar nossos sintomas e as pessoas não vão perceber que somos como nós somos”, conta o jornalista. Masking, ou camuflagem social, é quando um neurodivergente busca incorporar as características de um neurotípico para ocultar a condição.

Quem tem o transtorno neurológico pode adquirir a percepção de que os círculos sociais são mais restritos, em comparação a neurotípicos. Como causa, estão os fatores que tornam o TDAH menos passível de se colocar no lugar do outro. Erick Mota observa isso acontecer até mesmo na relação com a esposa. Ele sente que transmite uma “falta de interesse” pelos assuntos que importam para outras pessoas, mesmo que não seja essa a percepção que tenha.

Como co-host do Distraídos, ao lado da influenciadora digital Alpin Montenegro (@blackautie), o jornalista explica que o projeto é também uma maneira de outros neurodivergentes se sentirem acolhidos, “abraçados”. Além dos episódios do podcast, lançados semanalmente no Spotify e demais agregadores, como o Anchor, a iniciativa também inclui o Hiperfocados, grupo no telegram com neurodivergents e especialistas que debatem de forma descontraída o universo de quem é neurodivergente. Apoie financeiramente o Podcast Distraídos, um projeto totalmente independente, pelo  apoia.se/podcastdistraidos e participe do Hiperfocados.

Eduardo Veiga

Estudante de Jornalismo e redator freelancer. Já trabalhou em Rádio Banda B, Portal Banda B e publicou no Jornal Plural. Atualmente, é estagiário no Regra.

Deixe uma resposta

La Brea da vida real Macabras pedras da fome surgem na Europa 3 músicos independentes que você precisa conhecer O que você não sabe sobre povos indígenas ​9 curiosidades sobre seu gato
%d blogueiros gostam disto: