fbpx

APÓS DENUNCIAR PREVENT SENIOR, ADVOGADA TEVE ESCRITÓRIO INVADIDO E FOI AMEAÇADA

APÓS DENUNCIAR PREVENT SENIOR, ADVOGADA TEVE ESCRITÓRIO INVADIDO E FOI AMEAÇADA
advogado da depoente, Roberto Ricomini Piccelli; advogada representante dos médicos que trabalharam na Prevent Senior, Bruna Morato. (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

Após a advogada Bruna Morato tornar público a denúncia de um grupo de médicos contra a Prevent Senior, seu escritório foi invadido e ela passou a receber ameaças. Segundo a representante dos médicos, logo após se tornar público que ela estaria elaborando um dossiê junto aos médicos que provariam que a empresa de planos de saúde fez testes em humanos de medicamentos sem eficácia contra covid-19, o prédio onde fica seu escritório foi invadido, as câmeras de segurança foram hackeadas e o edifício inteiro foi inundado.

“Numa sexta-feira pessoas entraram no meu prédio com um equipamento muito moderno, para o que eles iriam fazer depois, duplicam o IP de todas as câmeras de segurança do meu prédio”, denunciou Bruna Morato á Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, nesta terça-feira (28).

advogado da depoente, Roberto Ricomini Piccelli; advogada representante dos médicos que trabalharam na Prevent Senior, Bruna Morato. (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

Segundo a advogada, os bandidos roubaram notebooks e documentos, na sequencia, quebraram canos do prédio para inundar os andares e permitir o trânsito de profissionais de obras pela região, para, provavelmente, poderem voltar caso necessitassem, mas dessa vez, disfarçados como trabalhadores.

Bruna evitou afirmar que trata-se de uma ação sob o comando da Prevent Senior, mas não descartou essa possibilidade. Após as denúncias, a advogada passou a receber ameaças.

Experimentos em humanos

 Segundo os médicos que elaboraram o dossiê com dezenas de denúncias contra a empresa de planos de saúde, eles eram obrigados a distribuir medicamentos sem eficácia contra covid-19 para todos os pacientes que eram atendidos com algum sintoma gripal.

Dentro do kit covid, como ficou conhecido esse composto de medicamentos, havia oito remédios, dentre eles a hidroxicloroquina, flutamida e ivermectina. Esses remédios não possuem nenhuma eficácia contra o coronavírus.

Os remédios são os mesmos indicados com veemência pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Chegou a um ponto tão lamentável, na minha opinião. Esse kit era composto por 8 itens. O plantonista dizia para o paciente: ‘Preciso te dar. Se eu não der, sou demitido. Se você for tomar, toma só as vitaminas e proteínas. Os outros [medicamentos], além de não terem eficácia, são muito perigosos’”, relatou Bruna Morato.

A Prevent Senior é um plano de saúde que atua em São Paulo, acusado de omitir mortes causadas pela Covid-19, distribuir e receitar medicamentos ineficazes e realizar estudos sem consentimento de pacientes. 

A Prevent Senior faturou em 2020 um total de R$ 4,3 bilhões – 19% a mais do que em 2019. O número de pacientes credenciados também aumentou e chegou a 505 mil no ano passado, um crescimento de 9%. O plano de saúde foi citado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seus filhos como exemplo no tratamento de pacientes com coronavírus, mas a empresa é investigada pelo Ministério Público de São Paulo. No ano passado, o então ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, chegou a sugerir uma intervenção nos hospitais da rede, devido ao alto número de mortes. A Prevent Senior registrou a primeira morte do país em decorrência do coronavírus, um porteiro de 62 anos. 

A Prevent Senior é acusada de omitir mortes por Covid, distribuir kits com medicamentos ineficazes para a prevenção e tratamento da doença, como hidroxicolorina, invermectina e azitromicina, além de realizar estudos sobre o uso dos medicamentos sem conscentimento e ciência dos pacientes e familiares – o que é proibido.

Erick Mota

Jornalista com passagem em grandes veículos de comunicação, como RICTV Record, Gazeta do Povo e Congresso em Foco. Atualmente é repórter de rede da Band e Bandnews TV em Brasília. Fundador do Regra dos Terços

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: