fbpx

Produtores de conteúdo neurodivergente falam das dificuldades para manter disciplina

Produtores de conteúdo neurodivergente falam das dificuldades para manter disciplina
Erick Mota e Alpin Montenegro durante gravação do Podcast Distraídos

Ser criador de conteúdo é um trabalho árduo, ainda mais quando se trata de pessoas com o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). O transtorno é causado por uma má-formação no lóbulo pré-frontal do cérebro, o que causa uma desregulação na produção de neurosubstâncias, como a endorfina e noradrenalina, que são responsáveis pela sensação de prazer, por exemplo.

A desregulação na produção destes componentes bioquímicos transformam a disciplina em um exercício ainda mais penoso que o tradicional, o que faz, não raras vezes, com que pessoas TDAHs sejam taxadas de preguiçosas, desleixadas, mimadas ou que não são imbuídas de interesse em terminar algumas tarefas. Porém, até mesmo quando o TDAH está fazendo uma atividade que lhe dá prazer, uma simples distração pode tornar-se um verdadeiro labirinto, dificultando assim seu retorno ao local inicial.

Alpin Montenegro é TDAH, autista e possui Altas Habilidades e Superdotação. Digital influencer, ela compartilha seu dia a dia através das redes sociais e do Podcast Distraídos, do Regra dos Terços. “Tem sido muito desafiador, porque além do Podcast eu preciso produzir conteúdo para as minhas redes também, o @blackautie, e organizar minha vida fora da internet, consultas médicas, dar conta da casa, eu preciso cozinhar para mim, se não não vou comer”, conta Alpin.

Aos 32 anos, a digital influencer mora com a namorada que viajou recentemente, o que a fez mudar de rotina abruptamente. Alpin conta que, como autista, é um desafio ter essas mudanças na vida pessoal. Mesmo diante destes problemas, ela precisa seguir lidando com a produção de conteúdo para a internet, pois este é o seu trabalho. “Meus últimos dias parecem que estão dando muito errado, mais errado que o habitual”, conta Alpin, que ainda assim não pode parar de produzir.

O mesmo acontece com Erick Mota, TDAH que apresenta o Podcast Distraídos com Alpin. Erick é o fundador do site Regra dos Terços e diretor de inovação e marca na Agência Regra. O segredo para ele é manter compromissos públicos, com outras pessoas, como com o grupo de apoiadores financeiros do projeto. “Não é pouca coisa a quantidade de dificuldade que um neurodivergente enfrenta para tocar as coisas. Eu tenho percebido que o compromisso público e ter um grupo que espera esse programa todas as semanas, faz com que eu não falhe”, revela Erick.

Para o empreendedor se não existisse o grupo Hiperfocados, que reúne neurodivergentes e especialistas, tanto ele quanto Alpin já teriam desistido do projeto. “Ter o compromisso com outras pessoas, como é o caso do grupo, é o que me ajuda a manter a rotina. Eu saber que se eu não gravar o Podcast Distraídos semanalmente, eu vou ter que ir lá no grupo e falar ‘galera, nessa semana não vai ter porque eu não gravei, vacilei, sou um vacilão’, é o que me ajuda”, confessa.

Alpin e Erick trataram sobre isso no episódio do Podcast Distraídos que marca os dois meses de programa.

Ouça no Spotfy:

Ouça no Anchor.

O que é o Podcast Distraídos? 

Nos episódios do podcast, os hosts Alpin Montenegro e Erick Mota contam as curiosidades sobre o universo de quem é TDAH, autista e demais neurodivergências, que se referem a todas as possíveis variações no cérebro humano em relação à sociabilidade, aprendizagem, atenção, humor e demais funções cognitivas. O termo neurodivergência foi criado e popularizado a partir de 1998, pela socióloga Judy Singer. No episódio de estreia do Podcast Distraídos, Alpin Montenegro e Erick Mota falam sobre como o TDAH impactou na vida deles e trazem relatos de outros TDAHs. 

De maneira geral, a proposta do podcast é proporcionar o compartilhamento de vivências e informações sobre o TDAH. Alpin Montenegro é TDAH, autista e possui altas habilidades e superdotação. Ela é digital influencer com o @blackautie em todas as redes sociais. Já Erick Mota também é TDAH, além de ser empreendedor e jornalista com passagem em grandes veículos de comunicação. Está em todas as redes no @erickmotaporai.

Pensando em mobilizar uma rede de apoio concreta, capaz de ajudar os ouvintes do podcast a buscarem um diagnóstico adequado e a conviverem com o TDAH sem perder a qualidade de vida, o podcast Distraídos criou um grupo no Telegram chamado Hiperfocados, com especialistas e outros neurodivergentes. Como o Distraídos é uma iniciativa independente, o grupo no Telegram é uma vantagem para os ouvintes que quiserem contribuir com algum valor, em dinheiro, para a produção do podcast através do Apoia.se. Você pode colaborar com qualquer valor acessando o apoia.se/podcastdistraidos

Regra dos Terços

Veja a vida de outro ângulo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: