RODRIGO PACHECO SE MANIFESTA SOBRE ATOS ANTIDEMOCRÁTICOS

Nesta quarta-feira (8) o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), se manifestou sobre os atos antidemocráticos que aconteceram nesta terça-feira (7).

“Nós vivemos num país em crise, uma crise real, de fome e de miséria que bate à porta dos brasileiros sacrificando a dignidade das pessoas de inflação com a perda do poder de compra dos brasileiros”, declarou Pacheco. “As coisas que estão mais caras, a crise do desemprego, a crise energética, a crise hídrica, uma pandemia que entristeceu muito o país”, continuou.

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Foto: Marcos Brandão/Agência Senado

O presidente do Senado ainda destacou a necessidade de dar atenção a crise nacional, afirmando que arroubos antidemocráticos não são o caminho. “Essa solução está na maturidade política de poderes constituídos de se entenderem, de buscarem as convergências pra quem que verdadeiramente interessa aos brasileiros”, declarou.

Pacheco também afirmou que é fundamental que os poderes sentem a mesa, organizem e respeitem cada qual o seu papel, respeitando uns aos outros e buscando uma harmonia que realmente solucione os problemas dos brasileiros.

“Repito, não é com excessos, não é com radicalismo, não é com extremismo É com o diálogo e com respeito a constituição que nós vamos conseguir resolver os problemas dos brasileiros. É isso que os brasileiros esperam de Brasília e dos poderes constituídos”, declarou.

Fux se manifesta sobre atos antidemocráticos e falas de Bolsonaro

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, disse nesta quarta-feira (8) que a Corte não tolerará ameaças à autoridade de suas decisões, em alusão ao discurso golpista do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas manifestações antidemocráticas desta terça-feira. “Ninguém fechará essa Corte”, garantiu Fux. O presidente do STF também afirmou que a Corte “jamais aceitará ameaças à sua independência, nem intimidações ao exercício regular de suas funções”. 

Nesta terça-feira (8), Bolsonaro ameaçou o STF. “Ou o chefe desse poder enquadra o seu, ou esse poder pode sofrer aquilo que nós não queremos”, disse Bolsonaro, em alusão ao presidente do Supremo, Luiz Fux, e o ministro Alexandre de Moraes. Mais tarde, em discurso na Avenida Paulista, em São Paulo, que não cumprirá mais decisões de Moraes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: