fbpx

São Paulo acusa torcedores do Athletico Paranaense de racismo

São Paulo acusa torcedores do Athletico Paranaense de racismo
Foto: Reprodução

Embora a partida entre Athletico Paranaense e São Paulo tenha terminado com a vitória por 1×0 para o furacão, o comportamento da torcida foi motivo de derrota. Divulgado no último domingo (31), um vídeo nas redes sociais mostra uma torcedora do Athletico fazendo gestos em direção às arquibancadas destinadas aos torcedores do São Paulo, os quais foram interpretados pelo time adversário como ato de racismo. No vídeo, a torcedora posiciona as mãos para baixo e ao lado do corpo, contraindo os músculos e arqueando as costas, enquanto o homem que faz a gravação afirma “gravei ela fazendo racismo, fod* agora”.

Vídeo: Reprodução

Além do gesto caracterizado como racista pelo São Paulo Futebol Clube (SPFC), o time também registrou outra ocorrência de racismo no boletim de ocorrência, feito poucos minutos após o fim da partida. No B.O., o clube afirma que outro torcedor do Athletico fez uma série de ofensas racistas e homofóbicas contra um funcionário do clube, chamando-o de “macaco de merd*”.

Em nota, o São Paulo FC afirmou que um funcionário do clube foi vítima de racismo logo após a defesa de um pênalti pelo goleiro Felipe Alves, no início do segundo tempo. Além disso, torcedores do tricolor relataram “ataques nojentos, vítimas de criminosos que simulavam gestos de macaco”. Segundo o SPFC, o funcionário recebeu o apoio do clube para registrar um boletim de ocorrência logo após o ato desrespeitoso, pois é dever do clube denunciar o racismo. “Não basta não ser racista, é preciso ser antirracista”, protestam em nota.

Porém, o São Paulo também esteve envolvido em uma denúncia recente de racismo, envolvendo um torcedor do Fluminense que alegou ter sofrido ofensas de um torcedor no Morumbi. Por isso, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) denunciou o tricolor paulista.

Representantes do Athletico afirmam que, embora tenham encontrado xingamentos nas gravações obtidas no sistema de câmeras do estádio, não encontraram ofensas de cunho racial. No entanto, o clube se comprometeu, em nota divulgada neste domingo (31), a ajudar a identificar os agressores, “adotando medidas para identificar o que foi objeto de acusação” e comprometendo-se a fornecer  imagens do estádio para “apuração do ocorrido pelas autoridades competentes”. 

Além disso, o Athletico manifestou repúdio a qualquer ato de racismo na nota, afirmando que submeterá a questão para a Câmara de Ética e Disciplina do clube caso a atitude de algum sócio torcedor seja confirmada como criminosa ou desrespeitosa.

A partida entre Athletico Paranaense e São Paulo ocorreu na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), no último domingo (31), terminando com a vitória do furacão contra o tricolor por 1×0 pela 20º rodada do Brasileirão.

Letícia Fortes

Estudante de Jornalismo na PUCPR e estagiária do Regra. Escrevo para evidenciar e esclarecer assuntos que exigem nossa atenção, pois essa é minha forma de defender uma comunicação humanizada, acessível e engajada socialmente.

Deixe uma resposta

La Brea da vida real Macabras pedras da fome surgem na Europa 3 músicos independentes que você precisa conhecer O que você não sabe sobre povos indígenas ​9 curiosidades sobre seu gato
%d blogueiros gostam disto: