fbpx

Sem celular, gari é agredido por supostamente filmar esposa de militar

Sem celular, gari é agredido por supostamente filmar esposa de militar
Tânia Rêgo/Agência Brasil

Um gari do Distrito Federal foi agredido, na última quarta-feira (13), por um militar da Marinha do Brasil enquanto trabalhava. A esposa do oficial achou que o profissional da limpeza havia filmado ela em uma quadra de ginástica próxima do local, o que motivou a violência.  A Polícia Civil do Distrito Federal foi acionada por testemunhas no momento das agressões e investiga o caso.

Na verdade, segundo relato da vítima ao Portal Metrópoles, ele utilizava um equipamento GPS, que pode ter sido confundido com um celular. 

“Tem que apertar o botão para captar onde a gente está. Nós trabalhamos com GPS e não com celular. Somos proibidos de trabalhar com celular, que fica com o fiscal”, contou o gari ao Portal Metrópoles

O militar teria chegado até o profissional da limpeza em um carro e começado a bater nele. O agressor também utilizou uma vassoura no momento do ataque, segundo a vítima. Testemunhas ouvidas disseram que o gari não reagiu à violência.

Todos os envolvidos na agressão ao gari foram encaminhados à 5ª Delegacia de Polícia (Área Centra) do Distrito Federal.

Eduardo Veiga

Estudante de Jornalismo e redator freelancer. Já trabalhou em Rádio Banda B, Portal Banda B e publicou no Jornal Plural. Atualmente, é estagiário no Regra.

Deixe uma resposta

La Brea da vida real Macabras pedras da fome surgem na Europa 3 músicos independentes que você precisa conhecer O que você não sabe sobre povos indígenas ​9 curiosidades sobre seu gato
%d blogueiros gostam disto: