pé da minha cama

O pé da minha cama

O pé da minha cama quebrou e eu fui invadida por uma saudade irremediável de casa. Eu estava secando a pia do banheiro quando meu marido anunciou a tragédia. Cheguei ao quarto e ele tinha virado a cama de cabeça para baixo pra eu avaliar o estrago. A primeira coisa que eu pensei quando vi a cena foi ‘caramba, se meu pai estivesse aqui ele … Continuar lendo O pé da minha cama

Você tem medo de que?

Faz tempo que não abro essa porta que está diante de mim. Faz tanto tempo que nem sei mais como as coisas estão organizadas, se alguém já mexeu ou se continua a mesma coisa. Será que alguém leu os inúmeros rascunhos que deixei jogados sobre a escrivaninha? Será que tudo aquilo continua sendo para mim as melhores palavras que uma pessoa poderia colocar num papel? Provavelmente não, eu nunca fui tão boa assim. E, justamente por não ser tão boa assim, acabei deixando de lado muito do que acreditava. Na verdade, fui deixando para trás aquele computador sobre a mesma escrivaninha e as músicas que me inspiravam por puro medo. Sim, o medo que jurei não ter. Pois bem, olha ele aqui. Olá.

Continuar lendo “Você tem medo de que?”

Les Misérables

Dia desses viajei para São Paulo. Cidade grande, cinza, concreta. Tudo ao meu redor parecia que iria me engolir a qualquer momento. Os prédios me inibiam; as pessoas, intimidavam. Eu era a intrusa daquele lugar, pois não estava no meu de origem. Nesse, sim, viro o predador, onde inibo e intimido quem quer que passe por mim. Mas não na cidade da garoa. Lá, são … Continuar lendo Les Misérables