A culpa é do PT

Não tem como negar, a culpa realmente é toda petista. Pode tentar jogar a culpa na oposição, que começou um rompimento democrático ao colocar em xeque a legitimidade das urnas em 2014. Pode-se tentar pesar a mão e dizer que a mídia criou esse cenário. Pode dizer ainda, que foi o judiciário que com seu arbítrio parcial colocou os brasileiros em estado raivoso. Mas no fundo, a grande verdade é que a culpa é do PT. Se Bolsonaro venceu a eleição é porque o Partido dos Trabalhadores diminuiu muito no conceito da população.

Apenas loucos negam os avanços do governo Lula, mas também apenas pessoas cegas negam os tropeços do governo Dilma. Apenas pessoas fora de si não conseguem perceber que o PT tirou milhões da fome, mas também somente pessoas desconectadas da realidade não enxergam que ao que tudo indica, o petismo tirou milhões de reais das verbas públicas para enriquecimentos ilícitos.

Sim, a culpa é do PT por não ter feito mea-culpa, reconhecido os erros. Os brasileiros não querem mais saber de corrupção, de malas de dinheiro, esquemas milionários e o partido demorou demais para aceitar isso. A culpa é petista, pois se tivesse reconhecido o tamanho do estrago que os esquemas de corrupção envolvendo membros do partido, se tivesse pedido perdão, se tivesse mudado a maneira de governar, se tivesse tido o mínimo de honradez, provavelmente hoje não seria um partido tão rejeitado.

Bolsonaro não é maioria, o anti-petismo o é. Bolsonaro não é o que o Brasil precisava, mas o petismo é o que o país mais rejeitava. Apenas o PT não viu isso e com a soberba digna de tolos disse não aos acenos de antigos aliados. A esquerda não fracassou no pleito eleitoral, o PT fracassou. O partido saiu menor do que entrou, saiu rachado, e em breve verá o esvaziamento acontecer com mais e mais intensidade.

Ou o Partido dos Trabalhadores se volta para as bases carentes da sociedade, como alertou Mano Brown, ou ficará sem bases para se apoiar e levantar novamente. Ou aceita que Lula está preso, ou será apenas o partido babaca, alertado tão efusivamente por Cid Gomes. O PT mudou o Brasil e o Brasil mudado não quer o partido do passado.

Se você se pergunta se o petismo ainda tem chances de se reerguer, a resposta é sim, certamente. Mas para isso é preciso remodelar a maneira de fazer e pensar política. É preciso humildade para entender que às vezes é necessário seguir o exemplo da antiga Fórmula 1 e não tentar ser o primeiro para que o time ganhe o campeonato.

Diante desse novo cenário a esquerda está com os olhos perdidos, procurando um novo líder que traga esperança de um retorno de um governo que tem como mote o povo mais humilde. Ciro Gomes observa esses olhares, e desde o final do primeiro turno percebeu que ao que tudo indica, se nenhum novo tsunami tomar conta do Brasil, será ele a nova voz a guiar grande parte da esquerda brasileira. O PT errou e a esquerda clama para que Ciro Gomes não erre tanto assim.

A VIRADA COMEÇOU e HADDAD será o novo presidente do Brasil?

Muitos militantes petistas estão nesse sábado em uma campanha aguerrida nas ruas e acreditam que vem por aí uma grande virada. Será que isso realmente pode acontecer?

Continue reading “A VIRADA COMEÇOU e HADDAD será o novo presidente do Brasil?”

Vídeo do Dia | O Holocausto aconteceria de novo? Nerdologia

Com a ascensão dos discursos extremistas surgiu no Brasil um medo que seguia adormecido – um governo ditatorial. De um lado o PT e seu eterno flerte a ditadores, de outro Bolsonaro e seu beijo suave em torturadores e ditaduras militares. Somados a esses fatores vemos o aumento gradativo de ódio contra determinados grupos se materializarem através de agressões físicas ou mesmo mortes.

Os discursos de Bolsonaro em nada ajudam para conter essa onda, o presidenciável coleciona discursos homofóbicos e racistas que beiram o fascismo. Diante de todo esse cenário de caos o medo, um possível holocausto verde amarelo tem tirado o sono de algumas pessoas. Mas há mesmo o risco de repetirmos as vergonhas da história mundial nos dias de hoje? O Nerdologia fez um excelente material para falar sobre isso. Esse é o vídeo do dia!

bandeira do brasil sendo destruída

Dia 07 vote na democracia

bandeira do brasil sendo destruída
A democracia brasileira fracassou

A nossa democracia está por um fio. Seja pelas chances de um poder autoritário de direita vencer as eleições, ou por um grupo que tem sérias e perigosas ambições por se manter ao poder do lado da esquerda. Com isso eu não quero dizer que viveremos um novo regime militar, ou uma revolução comuna aqui no Brasil, acredito sobretudo que o que realmente pode acontecer é o enfraquecimento das instituições democráticas. Continue reading “Dia 07 vote na democracia”

O abismo e o lobo

Pra onde olhar, se em cima está o caos, em baixo o desespero, na direita o lobo e na esquerda o abismo? Por onde caminhar se todas as opção estão minadas dentro de um terreno disfarçado de paraíso? O que escolher, se as nossas opções são sempre muito questionáveis?

O Brasil foi colonizado pela escória de Portugal. A monarquia veio pra cá não por bel prazer, e sim para não morrer nas mãos de Napoleão, ou seja, nem mesmo os reis queriam nos governar. A independência? Não veio do povo brasileiro para o povo brasileiro, afinal, quem assumiu o poder era aquele que o tinha, o príncipe de Portugal. As primeiras eleições só poderiam ser feitas por aqueles que tinham terras e eram alfabetizados. O primeiro presidente com apelo popular, não foi eleito pelo povo e Getúlio ainda instalou uma ditadura. O segundo presidente com apelo popular sofreu um golpe, Jango foi perversamente perseguido por tentar instalar uma Reforma Agrária. O terceiro presidente com apelo popular recebeu diversas denúncias de corrupção e sofreu um impeachment, e Collor declarou na noite de ontem que nenhuma das denúncias foram comprovadas até hoje (há controvérsias).  E por falar nos dias atuais, a primeira presidente mulher do Brasil acaba de ser afastada por 180 dias para provavelmente nunca mais chegar ao topo do poder. Mas antes dela veio a presidência de Lula, que seria o quarto presidente com apelo popular no país, mas esse está atolado até o pescoço em denúncias de corrupção.

Dilma não tem nenhuma denúncia de estar envolvida em crimes de caráter corrupto. Ela que foi presa após o golpe de 64, diz sofrer as consequências de mais um golpe no país. Do outro lado encontra-se uma oposição que a acusa de ter cometido crime de responsabilidade fiscal, oposição essa que tem no seu líder maior, o atual Presidente da República Michel Temer, uma figura de caráter questionável com atitudes imaturas e politicagem de baixo nível. Temer deixou “vazar” uma carta a presidente Dilma, onde ele se abstinha de todo o problema nacional, acusando a então presidente, de o deixar como vice decorativo. Esse mesmo Temer também deixou “vazar” um áudio onde ele tentava acalmar a população em seu “treinamento” do discurso que faria ao assumir o país. Um homem que não tem coragem de assumir seus posicionamentos de maneira direta. Temer é como um namorado que termina com sua donzela através de carta ou nos dias atuais, através de Whatsapp por não ter coragem de encara-la cara a cara, é esse homem que assume o poder. No seu ministério nenhuma mulher, e na sua casa, uma “mulher exemplar”, assim como ele pretende que seja o povo: submisso, recatado e do lar.

Mas qual seria o campo ideal? A permanência do PT? Economicamente o país está atolado em dívidas, moralmente o PT não tem mais relevância, uma vez que tem como seus representantes vários acusados de crimes milionários de corrupção. Então o impeachment foi justo? Como seria se apenas 34 deputados dos 511 que votaram pelo impeachment tiveram votos suficientes para serem eleitos? Os outros estão lá graças a um sistema político que só existe para manter o poder nas mãos de quem sempre o teve. Vivemos uma democracia de fachada, um sistema eleitoral de fachada, é só olhar para a história e ver que no presente quase nada mudou. O Governador do Estado do Paraná também utilizou de pedaladas fiscais, mas sabe o que o mantém sem sofrer um impeachment? O fato dele ser do tipo de pessoa que quando tem que optar pelos professores ou pelo poder aquisitivo do Estado, ele faz a escolha menos humana.

Para que lado correr se na esquerda está o abismo moral e financeiro que o PT deixou e na direita está o lobo sem moral, sem apelo popular, sem nenhum mulher com cargo de grande relevância e principalmente, sem escrúpulos? Precisamos de você MBL, engolindo o seu orgulho e pegando nas mãos da CUT, e precisamos de você CUT, com humildade e coragem, caminhando junto com você MST, que precisa pegar na mão do senhor empresário para que possamos ver mais uma vez 2013 se repetir. Precisamos de você povo brasileiro para que seja forçada uma Reforma Política. Reforma essa que leve ao poder alguém com apelo das massas, que atenda as exigências financeiras desde que jamais deixe de lado as exigências humanitárias que nosso povo tanto precisa. Estamos carentes de líderes humanos e morais, estamos carentes de um povo heroico e visionário. Estamos sem pai, sem mãe, sem líder e se não fizermos nada estaremos distantes de um futuro que não seja igual ao presente.

O que fazer se na direita está o abismo e na esquerda um outro?