Você tem medo de que?

Faz tempo que não abro essa porta que está diante de mim. Faz tanto tempo que nem sei mais como as coisas estão organizadas, se alguém já mexeu ou se continua a mesma coisa. Será que alguém leu os inúmeros rascunhos que deixei jogados sobre a escrivaninha? Será que tudo aquilo continua sendo para mim as melhores palavras que uma pessoa poderia colocar num papel? Provavelmente não, eu nunca fui tão boa assim. E, justamente por não ser tão boa assim, acabei deixando de lado muito do que acreditava. Na verdade, fui deixando para trás aquele computador sobre a mesma escrivaninha e as músicas que me inspiravam por puro medo. Sim, o medo que jurei não ter. Pois bem, olha ele aqui. Olá.

Continuar lendo “Você tem medo de que?”

Reviravoltas

Seria muito mais fácil você ter me dito a verdade, não acha? Sei lá, chegar com um papo de que esqueceu do compromisso que você mesmo marcou é um tanto quanto perturbador. Era só dizer que não dava mais, que não queria, qualquer coisa, sabe? Já que pretendia inventar algum tipo de desculpa, que inventasse algo convincente, porque essa que você arranjou não deu pra … Continuar lendo Reviravoltas

Deveríamos ser a sociedade do ser, e não do parecer

Em todos os dias, por todos os lados, a única coisa que se vê são pessoas preocupadas com suas roupas, suas caras, seus batons e demais outros tipos de pronomes possessivos relacionados a elas mesmas. Fico preocupada quando, sem querer, vejo alguém tirando a famosa selfie apenas para postar em suas redes sociais comprovando de que está em tal lugar. E aí me vem à … Continuar lendo Deveríamos ser a sociedade do ser, e não do parecer

Gosto das lembranças, mas prefiro o momento

O que eu faria se pudesse retornar alguns anos de minha vida? Não sei, talvez eu voltaria para a minha infância, lá pros meus 4 ou 5 anos. Pros 6 não, com 6 anos presenciei a separação dos meus pais. Nenhuma criança merece vivenciar essa experiência e eu juro que não gostaria de vivenciá-la novamente. Mas sim, voltaria aos meus 4 anos, com minha família … Continuar lendo Gosto das lembranças, mas prefiro o momento

Sobre Traumas

traumas é uma palavra grega que significa ferida. são fatos imprevisíveis e indesejáveis que, de forma violenta, nos atingem e produzem alguma forma de lesão ou dano, dor do tipo crônica ou sentimentos embaralhados e atitudes controversas, que levam a questionamentos sem respostas. no trauma não há semântica, há suposições e a continuidade de um processo chamado vida. mas está tudo bem. você pode ir … Continuar lendo Sobre Traumas