fbpx

Você paga R$ 15 mil por mês em mansão de quase 500 mt² para um senador

Você paga R$ 15 mil por mês em mansão de quase 500 mt² para um senador
Mansão alugada pelo senador Roberto Rocha

O uso da verba indenizatória tem sido feito de maneira, no mínimo, irresponsável por alguns parlamentares. Este é o caso do senador Roberto Rocha (PSDB-MA), que tem alugado uma mansão em um bairro nobre de São Luiz (MA). Todos os meses os cofres públicos pagam R$ 15 mil para que o senador possa manter um escritório de apoio a menos de 400 metros da praia. O caso foi revelado pelo Instituto Operação Supervisionada (OPS), que se dedica diariamente a fazer a fiscalização dos gastos da verba pública. Ao todo, através desse trabalho, o Instituto já recuperou mais de R$ 6 milhões aos cofres públicos.

O OPS mostra que apenas dois servidores estão lotados na mansão, enquanto o parlamentar mantém mais 68 em Brasília, entre comissionados, efetivos e voluntários. O imóvel tem piscina, guarita de vigilância 24h e área de lazer.

O aluguel da casa de 460m², custa R$ 6 mil, a vigilância R$ 6,5 mil, o monitoramento remoto custa mais R$ 261, energia elétrica tem uma média mensal de R$ 1.417 e a internet tem o custo de R$ 316,99. O OPS mostra ainda que de janeiro de 2019 até dezembro de 2021 o senador gastou R$ 518.689,91 com despesas de seu escritório em São Luís.

Os gastos não são ilegais, mais certamente são imorais, na opinião deste colunista. Afinal, é preciso manter um escritório de campanha que tenha um custo tão elevado? Tão perto da praia? Com piscina? Se o escritório é para a manutenção das atividades parlamentares, não seria razoável se tivesse uma equipe maior atuando nele? Desse jeito, alguém pode vir a pensar que é o aluguel da casa particular do senador que estamos pagando, não que seja o caso…

O Instituto Operação Supervisionada conta com milhares de colaboradores em todo o país e também no exterior, que atuam voluntariamente. Com este trabalho de investigação, pressão pública e encaminhamento dos dados aos órgãos investigativos, já recuperou R$ 6.282.072,34 aos cofres públicos. A sobrevivência financeira do OPS depende exclusivamente de doações, apoie.

Erick Mota

Jornalista com passagem em grandes veículos de comunicação, como RICTV Record, Gazeta do Povo e Congresso em Foco. Foi repórter de rede da Band e Bandnews TV e rádio BandNews FM, em Brasília. Fundador do Regra dos Terços.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: